AdSense

domingo, 30 de novembro de 2014

QUEM PODE IR AO TEMPLO? SALMO 24


Salmo de Davi.
Ao SENHOR Deus pertencem o mundo e tudo o que nele existe;
a terra e todos os seres vivos que nela vivem são dele.
O SENHOR construiu a terra sobre os mares
e pôs os seus alicerces nas profundezas do oceano.

Quem tem o direito de subir o monte do SENHOR?
Quem pode ficar no seu santo Templo?
Somente aquele que é correto no agir e limpo no pensar,
que não adora ídolos,
nem faz promessas falsas.
O SENHOR Deus o abençoará, o salvará
e o declarará inocente no julgamento.
São assim as pessoas que adoram o SENHOR,
que prestam culto ao Deus de Jacó.

Abram bem os portões,
abram os portões antigos,
e entrará o Rei da glória.
Quem é esse Rei da glória?
É Deus, o SENHOR, forte e poderoso,
o SENHOR, poderoso na batalha.

Abram bem os portões,
abram os portões antigos,
e entrará o Rei da glória.
Quem é esse Rei da glória?
É Deus, o SENHOR Todo-Poderoso;
ele é o Rei da glória.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

O SENHOR DEUS BRILHARÁ SOBRE ELES

 O anjo também me mostrou o rio da água da vida, brilhante como cristal, que sai do trono de Deus e do Cordeiro e que passa no meio da rua principal da cidade. Em cada lado do rio está a árvore da vida, que dá doze frutas por ano, isto é, uma por mês. E as suas folhas servem para curar as nações. E não haverá na cidade nada que esteja debaixo da maldição de Deus.
O trono de Deus e do Cordeiro estará na cidade, e os seus servos o adorarão. Verão o seu rosto, e na testa terão escrito o nome de Deus. Ali não haverá mais noite, e não precisarão nem da luz de candelabros nem da luz do sol, pois o Senhor Deus brilhará sobre eles. E reinarão para todo o sempre. APOCALIPSE 22 1-5

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

A NOVA JERUSALÉM

Apocalipse 21.9-11,22-27A nova JerusalémSociedade Bíblica do Brasil
Um dos sete anjos que tinham as sete taças cheias das últimas sete pragas veio e me disse:
— Venha, e eu lhe mostrarei a Noiva, a Esposa do Cordeiro.
Então o Espírito de Deus me dominou, e o anjo me levou para uma montanha grande e muito alta. Ele me mostrou Jerusalém, a Cidade Santa, que descia do céu e vinha de Deus, brilhando com a glória de Deus. A cidade brilhava como uma pedra preciosa, como uma pedra de jaspe, clara como cristal.
Não vi nenhum templo na cidade, pois o seu templo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, e o Cordeiro. A cidade não precisa de sol nem de lua para a iluminarem, pois a glória de Deus brilha sobre ela, e o Cordeiro é o seu candelabro. Os povos do mundo andarão na luz dela, e os reis da terra vão lhe trazer as suas riquezas. Os portões da cidade estarão sempre abertos o dia inteiro. Não se fecharão porque ali não haverá noite. As nações vão trazer os seus tesouros e as suas riquezas para a cidade. Porém nela não entrará nada que seja impuro nem ninguém que faça coisas vergonhosas ou que conte mentiras. Entrarão na cidade somente as pessoas que têm o seu nome escrito no Livro da Vida, o qual pertence ao Cordeiro.

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

O NOVO CÉU E A NOVA TERRA

Segunda, 24/11/2014 
Apocalipse 21.1-4
O novo céu e a nova terra
Sociedade Bíblica do Brasil

Então vi um novo céu e uma nova terra. O primeiro céu e a primeira terra desapareceram, e o mar sumiu. E vi a Cidade Santa, a nova Jerusalém, que descia do céu. Ela vinha de Deus, enfeitada e preparada, vestida como uma noiva que vai se encontrar com o noivo. Ouvi uma voz forte que vinha do trono, a qual disse:
— Agora a morada de Deus está entre os seres humanos! Deus vai morar com eles, e eles serão os povos dele. O próprio Deus estará com eles e será o Deus deles. Ele enxugará dos olhos deles todas as lágrimas. Não haverá mais morte, nem tristeza, nem choro, nem dor. As coisas velhas já passaram.

sábado, 22 de novembro de 2014

AQUI ESTOU EU COM OS FILHOS QUE DEUS ME DEU - HEBREUS 2. 10-28

Sábado, 22/11/2014 

Hebreus 2.10-18Aqui estou eu com os filhos que Deus me deu
Sociedade Bíblica do Brasil

Pois Deus, que cria e sustenta todas as coisas, fez o que era apropriado e tornou Jesus perfeito por meio do sofrimento. Deus fez isso a fim de que muitos, isto é, os seus filhos, tomassem parte na glória de Jesus. Pois é Jesus quem os guia para a salvação.
Jesus purifica as pessoas dos seus pecados; e todos, tanto ele como os que são purificados, têm o mesmo Pai. É por isso que Jesus não se envergonha de chamá-los de irmãos. Como ele diz:

“Ó Deus, eu falarei a respeito de ti aos meus irmãos
e te louvarei na reunião do povo.”

Diz também: “Eu confiarei nele.” E diz ainda: “Aqui estou eu com os filhos que Deus me deu.”
Os filhos, como ele os chama, são pessoas de carne e sangue. E por isso o próprio Jesus se tornou igual a eles, tomando parte na natureza humana deles. Ele fez isso para que, por meio da sua morte, pudesse destruir o Diabo, que tem poder sobre a morte. E também para libertar os que foram escravos toda a sua vida por causa do medo da morte. É claro que ele não veio para ajudar os anjos. Em vez disso, como dizem as Escrituras: “Ele ajuda os descendentes de Abraão.” Isso quer dizer que foi preciso que Jesus se tornasse em tudo igual aos seus irmãos a fim de ser o Grande Sacerdote deles, bondoso e fiel no seu serviço a Deus, para que os pecados do povo fossem perdoados. E agora Jesus pode ajudar os que são tentados, pois ele mesmo foi tentado e sofreu.

domingo, 16 de novembro de 2014

Salão Internacional Gospel em 2015

Posted: 15 Nov 2014 05:13 AM PST

De 6 a 8 de agosto de 2015, acontece o 4° Salão Internacional Gospel, que dessa vez está de casa nova. A feira cristã já consolidada e que representa o setor na sociedade brasileira, acontece no Expo Center Norte, pavilhão com a melhor localização de São Paulo e tradicional na realização de eventos evangélicos. O lançamento do evento aconteceu na última terça-feira e reuniu empresários, músicos, jornalistas, antigos, novos expositores e interessados no setor. Se apresentaram durante a noite o cantor Fernando Saslo, a cantora Minsther e a pequena Raquelzinha, que emocionou o público ao cantar o antigo hino “Grandioso és tu” e a música “Oh, Happy Day”.



São de Marcelo Rebello as palavras: “Estamos felizes com esse coquetel e com as mudanças para a edição de 2015. Estamos numa crescente, mudar para qualquer outro pavilhão nesse momento que não fosse o Expo Center Norte seria regredir. A feira precisa crescer e não temos medo que isso aconteça! É o processo natural das coisas! Foram três anos intensos no Centro Imigrantes (atual São Paulo Expo) e agradecemos a Deus e ao pavilhão que nos acolheu durante esses anos! Agora, os ventos são outros, o mercado pediu e nós atendemos: estamos em um lugar com melhor infraestrutura e facilidade no acesso dos expositores e do público.”Outra novidade é a organização e promoção do evento, que passa a ser exclusivamente do Grupo MR1, na opinião do seu fundador “uma grande conquista e marco! Nesses últimos anos”, ele conta, “pedimos a Deus que ele abrisse o caminho para fazermos um ótimo evento, profissional, que atendesse o mercado, porém, sem perder o foco que é Cristo, resgatando os verdadeiros valores do povo cristão e com o objetivo de salvar vidas! Para o Grupo MR1 não é apenas mais uma feira, mas sim a feira de Deus, onde apenas devemos obedecer a direcionamentos dele. Quando resolvemos fazer o evento, sabíamos que nada seria como antes e que estaríamos entrando numa guerra constante contra o mundo espiritual. O que temos vivido dia após dia nesses três anos tem sido exatamente isso... mas Deus tem cuidado de nós! Esse ano de 2015, podermos concentrar tudo no Grupo MR1 será muito bom e nos dará a oportunidade e liberdade de direcionar tudo da forma que tem que ser! Além disso, contamos com a nova planta que tem no meio um único grande palco 360º, onde vão acontecer todos os eventos musicais em horários programados e em volta a feira acontece em todo o seu esplendor”, finaliza.

Para quem não sabe o Salão Internacional Gospel, em quatro anos de existência, já adquiriu credibilidade e respeito na sociedade brasileira, fazendo parte do calendário oficial do Estado de São Paulo, além disso, teve uma visibilidade na mídia jamais alcançada por qualquer outro evento semelhante do setor. Sendo notícia em diversos veículos da grande imprensa, como Folha de S. Paulo, Jornal O Estado de São Paulo, Revista Exame, Revista Época, Revista Negócios da Comunicação, Revista Caras, Revista Propaganda, Jornal DCI, Jornal Correio Brasiliense, Jornal O Estado de Minas, R7, SBT, TV Globo, entre outros. Veja a declaração de algumas personalidades e pavilhões de feiras sobre o evento:

"Aqui é a união da fé e do trabalho. O Salão Internacional Gospel gera muitos empregos, porque a indústria editorial mais a indústria fonográfica movimentam milhões de empregos. Tem um papel social absolutamente relevante." (Governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin)

“Fico feliz de falar sobre esse evento, traz benefícios, traz cultura para o povo. É um evento de harmonia. Estimula sempre o conhecimento da história dos evangélicos, as raízes do cristianismo e ao mesmo tempo coloca a cabeça das pessoas em coisas mais construtivas e não na violência. É um evento que tenho orgulho de participar.” (Deputado Fernando Capez)

“Essa feira é uma vitrine que representa o dia a dia dos evangélicos. Isso é muito importante e é por isso que eu estou aqui.” (Paulo Skaf – Presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo/FIESP)

“O Salão Internacional Gospel representa os evangélicos que tem grande relevância para a sociedade. Parabéns Grupo MR1 pela iniciativa!” (Armando de Arruda Pereira – Presidente Executivo da União Brasileira dos Promotores de Feiras/UBRAFE)

“O Imigrantes Exhibition & Convention Center foi o palco de mais um grande evento de sucesso, sempre afinando infraestrutura e espaço ideal para promover novos negócios entre players importantes para cada mercado. Queremos bis!” (GL Events - Centro de Exposições Imigrantes/São Paulo Expo)

“Temos certeza que com a vinda desse evento para o Expo Center Norte, o ganho será para todos os envolvidos, para nós que teremos mais um parceiro e cliente, para vocês organizadores, que vão poder oferecer uma feira em um espaço com mais infraestrutura, melhor localizado e consequentemente, oferecer mais conforto e praticidade a expositores e visitantes. Estamos contentes com a vinda do Salão Gospel para o Expo Center Norte e vamos trabalhar juntos para que seja mais um grande sucesso.” (Paulo Ventura - Expo Center Norte)

O 4° Salão Internacional Gospel já deu a largada para a próxima edição e na venda de espaços, maiores informações devem ser obtidas no telefone 11 3495-3333 ou pelo e-mail salaogospel@grupomr1.com.br.

sábado, 8 de novembro de 2014

Pedras Vivas

Pedras Vivas assina contrato com Universal Music Christian Group‏



Na tarde desta segunda-feira (03/11), o ministério Pedras Vivas esteve na sede da gravadora Universal Music, no Rio de Janeiro, para a assinatura do contrato.

David Augusto, Brenda de Sousa, Paulo Júnior e Rodney Graciano (integrantes do grupo) estiveram presentes no ato da assinatura. A Universal Music Christian Group preparou uma verdadeira festa pra chegada do ministério.

O grupo encontrou Jose Éboli (presidente da Universal Music Brasil) para registrar o início da parceria: “Nosso casting gospel já tem conquistado resultados ótimos. O Pedras Vivas chegou pra atingirmos novos públicos no universo cristão”, afirmou Éboli.

Segundo Renata Cenízio (Lagel Manager da Universal Music), a gravadora busca selecionar pessoas que tenham vida e compromisso com Deus, além de oferecer um trabalho de qualidade ao público: “Hoje começamos um novo tempo na UMCG. O Pedras Vivas tem conquistado o país e agora estão na maior gravadora fonográfica do mundo. É um prazer tê-los no casting cristão! Vamos apresentar diversas novidades, aliás, já estamos. Temos a certeza que realizaremos um bom trabalho juntos”, disse Renata.

Tanto a diretoria da gravadora quanto o grupo estão muito felizes por esse momento. "Estamos realizando mais uma importante conquista. Conversávamos há algum tempo com o grupo, mas hoje é um dia especial, pois oficializamos o inicio de uma grande parceria", completou Victor Kelly (Diretor Artístico da Universal Music).



SOBRE O MINISTÉRIO PEDRAS VIVAS:
Composto por quatro integrantes, o Ministério Pedras Vivas, formado por David Augusto, Brenda de Sousa, Paulo Júnior e Rodney Graciano é fruto do trabalho desenvolvido pelo Ministério Fonte da Vida de Adoração, que há mais de 15 anos encanta milhares de pessoas com técnica, adoração e emoção com o seu louvor.

O sonho e a vontade desses jovens pastores de levar a palavra de Deus através da música tornaram-se real. Em 2011, gravaram o primeiro CD intitulado “Na Tua Memória”.

A consolidação está acontecendo, prova disso foi a indicação ao Troféu Promessas 2012 como o melhor Ministério. Reconhecimento que vai além das expectativas e só impulsiona para o aprimoramento de um trabalho cada vez mais qualificado.

Com uma roupagem musical contemporânea, o Ministério Pedras Vivas vem se destacando e firmando no cenário gospel, por primar pela qualidade musical em cada canção. A consequência de todo esse esforço é justificada com as suas músicas tocadas nas principais rádios gospel de todo o Brasil e uma agenda de shows que não para de crescer.

Pela segunda vez consecutiva foram indicados para concorrer ao prêmio Troféu Promessas, e com muita alegria venceram o Troféu Promessas 2013 na categoria "Melhor Ministério de Louvor". Com o segundo álbum “Oceano de Amor” conquistaram o Disco de Ouro, sendo entregue pelo Apóstolo César Augusto, no programa Raul Gil no SBT por mais de 40 mil cópias vendidas.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

A QUEDA DE DRISCOLL E A MORTE DA MARS HILL

A queda de Driscoll e a morte da Mars Hill

Por Alessandro Brito

A queda de Driscoll e a morte da Mars Hill
Talvez a notícia de maior repercussão das redes de comunicação gospel, em 2014, seja a saída de Mark Driscoll da mega igreja Mars Hill e o anuncio do fechamento de todas as suas igrejas “satélites”. O que me chama atenção é o fato de que o próprio pivô das manchetes já havia deixado claro que isso tudo um dia aconteceria. Em 2012, Driscoll publicou um artigo intitulado, The 9 Seasons of a Church’s Life (As 9 Estações da Vida de uma Igreja), onde apresentou a morte da igreja local como parte natural de seu ciclo de vida:
Quando uma igreja não é saudável, ela morre. Uma igreja não é saudável quando não mais experimenta o crescimento por meio da conversão ou atrai jovens líderes. Neste ponto a igreja enfrenta um dilema fundamental. Um, ela pode negar a sua morte iminente, vender seus ativos para prolongar a sua morte, redefinir sua missão a fim de defender-se da sua morte, e simplesmente sobreviver à medida que de forma lenta e dolorosamente morra e reescrever os melhores anos de sua história para se sentir importante e bem sucedida. Dois, ela pode abraçar a sua morte iminente como uma oportunidade para ressuscitar.[1]
O que as igrejas e líderes eclesiásticos podem aprender com essa experiência? Existe uma forma de se evitar a queda e o fechamento de uma igreja local? Quero responder a estas perguntas destacando duas grandes lições do ocorrido utilizando o próprio ensino de Driscoll.
A primeira lição é que uma igreja ou sua liderança quando enfermas morrem. A doença que levou a queda de Driscoll, de acordo com Tim Keller, pastor da Igreja Presbiteriana Redeemer em Nova York, foi: “… a arrogância e a grosseria nas relações pessoais, que ele mesmo confessou várias vezes…”.[2]
A própria Mars Hill reconheceu isso ao dizer em seu web site que: “…o Pastor Mark tem, às vezes, sido culpado de arrogância, respondendo a conflitos com um temperamento explosivo e fala dura, e liderado a equipe e os anciãos de uma forma dominadora”.[3] Claro que várias outras acusações foram feitas em relação ao ministério de Mark Driscoll, porém é obvio que a raiz de sua queda e consequentemente de sua igreja foi a arrogância, ou seja, orgulho. O mesmo mal que levou Satanás e Adão a se rebelarem contra Deus e consequentemente caírem.[4]
A questão é que todos nós somos participantes da queda, pois somos pecadores, e tão culpados quanto Driscoll, a final de contas, somos todos orgulhosos, mesmo quando não admitimos isso.[5] Se perguntarmos, por exemplo, a vários líderes qual é o propósito de seus ministérios ou de suas igrejas, as respostas certamente serão bíblicas, porém ao observaremos as suas atitudes chegaremos a conclusão de que estão de forma orgulhosa colocando toda glória devida a Deus em segundo plano.
Não tem como negar que uma infinidade de igrejas e pastores evangelizam para aumentar o número de membros e não para ver mais pessoas refletindo os atributos de Deus. Que discipulam para dominar seus membros por meio de doutrinas humanas e não para ensinar pessoas a refletirem a Deus corretamente. Que fazem justiça social para atrair os holofotes para si mesmos e não para glorificar a Deus por meio de boas ações mesmo que ninguém venha a ficar sabendo. O resultado deste desvio de propósito ministerial e eclesiástico é o que faz com que muitos vivam como se o tempo não tivesse um fim, assim como diz a Bíblia: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou.”[6]
A segunda está relacionada ao tempo, pois uma igreja ou sua liderança fatalmente morrerão um dia. Mars Hill, por exemplo, será uma das mais de 4.000 igrejas que, segundo as estatisticas, fecham a cada ano Estados Unidos.[7] O problema é que vários líderes na busca de imortalizarem as suas igrejas não levam em consideração o ciclo natural da vida. Várias igrejas e líderes no intuito de prolongarem seus ministérios e a vida de suas igrejas dedicam tempo e recursos financeiros em suas suntuosas construções ou ministérios, ao invés de focarem naquilo que Jesus deixou como comissionamento.
Quando entendemos que somos limitados pelo tempo e espaço mudamos as nossas perspectivas e atitudes. Passamos a encarar a vida com um senso de urgência missionário e nos desprendemos das coisas terrenas. Isso acontence, pois a iminente certeza da morte nos faz repensar sobre a razão de nossa existência e levanta questionamentos do tipo: o que eu faria se hoje fosse o meu último dia de vida?
Steve Timmis, atual presidente da Acts 29 (Rede de plantação de igrejas fundada por Mark Discoll), encara o declínio das igrejas da seguinte forma:
É fácil, para nós, cristãos, desanimar quando lemos sobre a diminuição da frequência na igreja ou sobre a secularização da nossa cultura. Mas nós nos empolgamos com o futuro… A perda de frequência na igreja se deu em grande  parte por causa da saída de cristãos nominais. Como resultado, o que sobrou pode estar mais sadio. Agora temos a oportunidade de nos tornarmos comunidades focadas em Jesus e a sua missão.[8]
John Piper diz que: “Nossa missão jamais deve ser apenas uma missão de ‘venha e veja’. Ela tem de ser missão de ‘Vá e fale’”.[9] Para Deus são justamente as nossas ações que abrirão a porta do Espírito Santo e logo determinarão o tempo de vida de nossas igrejas e ministérios. Para Deus o problema não está no fim da vida de uma congregação, mas em uma congregação morta ainda que aparentemente viva. As cartas enviadas para as sete igrejas da Ásia não foram escritas com a promessa de eternidade para as mesmas, mas um lembrete de que tinham uma missão a cumprir enquanto vivas.
Espero que Driscoll abrace a aparente morte da Mars Hill e seu ministério na expectativa de um renascimento tendo em mente que sem a morte não há ressurreição. Assim como também espero que nós, líderes e igrejas, não venhamos a ter a arrogante atitude de que somos indestrutíveis, mas que nossos dias se prolonguem por meio de uma mansa e humilde atitude que vise somente a glória de Deus.

ENSINO TEOLÓGICO DE EXCELÊNCIA

ENSINO TEOLÓGICO DE EXCELÊNCIA

14/10/2014
O Curso Internacional de Teologia foi lançado há seis meses pela Central Gospel, e o primeiro módulo, Fundamentos da fé, já contabiliza cerca de 3 mil unidades vendidas em todas as modalidades: completo ou disciplinas isoladas nas versões individual e parceiro.

Agora, o Módulo II, Panorama Bíblico, acaba de ser lançado e está disponível para os alunos que concluíram a primeira etapa e desejam dar sequência aos estudos. Quem ainda não começou o curso também pode adquirir o Módulo II, visto que os módulos são independentes e podem ser feitos fora da ordem sugerida.

Em Panorama Bíblico serão estudadas duas disciplinas: Panorama do Antigo Testamento e Panorama do Novo Testamento. O objetivo é apresentar de forma aprofundada fatos, temas e doutrinas relevantes desses dois períodos históricos da Bíblia, para dar aos alunos uma visão da unidade das Escrituras.

Antes mesmo do lançamento, a expectativa para o Módulo II já era grande, de acordo com o coordenador acadêmico do Setor de Cursos Teológicos, pastor Isaias Araújo. “Muitos alunos nos perguntavam sobre o novo módulo. Será uma etapa muito importante para a formação deles, pois, assim como no Módulo I, o enfoque das aulas e do material de estudo é diferenciado, destacando pontos e aspectos que conduzirão os alunos a um patamar de conhecimento mais elevado”, afirmou.

Aprendendo sobre o Antigo Testamento

A disciplina Panorama do Antigo Testamento traz informações sobre a constituição, a divisão e os gêneros literários. O material é formado por três livros com os seguintes temas: Introdução, criação e queda do homem; A fé judaica e os patriarcas de Israel; e Da conquista de Canaã ao período pós-exílico. A partir dessa disciplina, os alunos serão capazes de compreender a origem do homem, sua história e seu propósito, com base na ação do Deus Criador.

As videoaulas são ministradas por um dos mais importantes professores de Antigo Testamento do mundo, o Rev. Gornold-Smith. Ele é do Reino Unido e trabalhou durante alguns anos como missionário das Assembleias de Deus. Nos últimos anos, se juntou à equipe da International Media Ministries (Ministérios de Mídia Internacional), sendo agora um produtor chave em seus projetos de vídeo de Histórias da Bíblia.

Novo Testamento em foco

Em Panorama do Novo Testamento, cada evangelho, livro e epístola são expostos a partir de uma visão particular. A disciplina também possui três livros: Evangelhos e Atos; Epístolas Paulinas; Hebreus a Apocalipse. O estudo é importante para que os cristãos se aprofundem no entendimento do plano da salvação em Cristo e compreendam o surgimento, o desenvolvimento e o crescimento da Igreja, além dos valores fundamentais da fé cristã.

Nesse módulo, o professor é o Dr. John Amstutz, altamente competente e eficiente na ministração das Escrituras, pois já ensinou sobre o Novo Testamento por 27 anos. É autor do livro Disciples of All Nations, no qual ensina que o “Ide e fazei discípulos de todas as nações” é o alicerce da Igreja. John foi uma figura-chave no programa de missões mundiais da Igreja do Evangelho Quadrangular.

Entenda o curso

Foi pensando em possibilitar a qualificação de líderes cristãos para exercer seu ministério com excelência que a Central Gospel firmou a parceria com o Isom (International School of Ministry), maior escola bíblica de vídeo do mundo. O Curso Internacional de Teologia, por meio do ensino a distância, oferece aprofundamento teológico para que pastores, presbíteros, evangelistas, educadores e demais líderes transmitam a Palavra de Deus com segurança e de maneira eficaz.

Esse foi justamente o objetivo de Virgínia Coeli Brito Damasceno, membro da Igreja Verbo da Vida, em Recife (PE), ao decidir fazer o curso. “Pretendo ser ministra do evangelho, ensinar e pregar o Reino de Deus. Também quis fazer o Curso Internacional de Teologia porque os palestrantes são bastante renomados e possuem grande bagagem intelectual”. De acordo com a aluna, o conteúdo tem contribuído para seu crescimento como cristã: “a didática das aulas teóricas, atreladas às ministrações em áudios, facilitaram a compreensão do estudo e acresceram-me conhecimento e entendimento sobre as Escrituras”.

O curso consiste em videoaulas, que podem ser assistidas on-line ou no DVD, acompanhar os esboços das aulas e textos de aprofundamento, realizar as questões para reflexão, conferir as expectativas de resposta e fazer a avaliação da disciplina no portal. A vantagem do Curso Internacional de Teologia é que os alunos podem estudar no local e no horário de sua preferência.

Ao todo, o curso possui seis módulos, 31 disciplinas, 130 aulas e 800 horas de estudo. Entre os professores que ministram as videoaulas estão alguns dos maiores nomes relacionados ao ensino cristão, como Reinhard Bonnke, Jack Hayford, Bayless Conley, John Bevere, LaMar Boshman, Terry Law, T.L. Osborn, Bill Winston e Joyce Meyer.