AdSense

sábado, 31 de outubro de 2015

Do Estandarte de Cristo

A Preservação dos Santos, por A. W. Pink­

[Capítulo 11 do livro A Guide to ­Fervent­ ­Prayer­ • Editado]­

“Ora, àquele que é poderoso para vos gua­rdar de tropeçar, e apresentar-vos irrep­reensíveis, com alegria, perante a sua g­lória, ao único Deus sábio, Salvador nos­so, seja glória e majestade, domínio e p­oder, agora, e para todo o sempre. Amém”­ (Judas 1:24-25)


A oração para a qual agora voltamos a no­ssa atenção é particularmente cativante,­ mas a sua beleza e bem-aventurança apar­ece ainda mais visivelmente quando ela é­ examinada em conexão com o fundo sombri­o. Ela conclui a Epístola mais solene no­ Novo Testamento, uma Epístola que deve ­ser lida com temor e tremor, mas que dev­e ser deixada, após lida, com ações de g­raças e louvor. Ela contém a descrição m­ais terrível a respeito daqueles que pro­fessam o Cristianismo, mas não possuem a­s graças dos Cristãos, daquelas árvores ­que pareciam prometer dar muito fruto pa­ra a glória de Deus, mas cujas folhas lo­go caíram e rapidamente secaram. Seu tem­a é a apostasia, ou, mais especificament­e, a corrupção de grande parte da Igreja­ visível e da corrupção em curso resulta­nte de uma Cristandade apóstata. Ela apr­esenta uma imagem que mui tragicamente r­etrata as coisas como elas são em nosso ­âmbito religioso atual, na maioria das c­hamadas “igrejas”, de forma geral. Esta ­Epístola nos informa a respeito de como ­o processo de decadência começa em profe­ssos reprovados da religião e como a mes­ma ocorre até que estejam completamente ­corrompidos. Ela delineia as característ­icas daqueles que desencaminham os outro­s por estas suas obras más. Ela dá a con­hecer o destino certo que aguarda ambos,­ os líderes e os que são levados à apost­asia. Esta Epístola é concluída com um c­ontraste glorioso.

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

A Reforma Protestante

QUASE 500 ANOS DA REFORMA PROTESTANTE
"O verdadeiro tesouro da igreja é o santíssimo evangelho da glória e da graça de Deus." Martinho Lutero



Em 31 de outubro de 1517, a igreja protestante se dividiu da Igreja Católica, marcando assim um dos desmembramentos mais importantes do cristianismo. Até esse dia, somente as lideranças eclesiásticas e os nobres tinham acesso às Escrituras. Além disso, todo o conteúdo era em latim. A Bíblia era algo exclusivo de uma minoria e a fé era usada como instrumento de manipulação.

Além de discordar da postura adotada pela Igreja Católica, o movimento liderado por Lutero defendia a liberdade de cada indivíduo para interpretação dos textos bíblicos e que o homem não é justificado pelas suas obras, mas sim pela fé em Cristo. Ele também sempre acreditou que a Bíblia é infalível por ser inspirada pelo Espirito Santo e que qualquer pessoa deveria ter acesso a ela. Sua luta não foi nada fácil, mas, graças a esse modo diferente de pensar, a igreja evangélica representa hoje no Brasil, 25% da população e cresceu 61% em dez anos (2000 – 2010), segundo análises realizadas pelo IBGE.

A Revista Portas Abertas de outubro destaca o poder transformador da Palavra, o mesmo defendido por Lutero durante toda sua jornada. Se você não recebe a revista, saiba como receber mensalmente informações e relatos dos cristãos perseguidos. Assim como Lutero se tornou um agente transformador de gerações, que possamos deixar Deus nos usar para transformar por meio da sua Palavra a nossa família, amigos e igreja.

terça-feira, 27 de outubro de 2015

Relatos de cristãos perseguidos

RELATOS DE CRISTÃOS QUE SOFRERAM COM ATAQUES EXTREMISTAS
“Mesmo com medo de sermos feridos, nós continuamos a trabalhar para Cristo”



Ao serem visitados, os cristãos da igreja em Itawa, na Tanzânia, estavam reconstruindo o templo incendiado há poucos dias. Um dos membros cumprimentou os visitantes com um largo sorrido, dizendo: “Louvado seja Jesus! Eu nasci de novo. Eu sei que eles queimaram a nossa igreja, mas a Palavra de Deus em 1 Coríntios 3.16 diz que nós somos o santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em nós. Eu sou a igreja e esse incidente não abalou a minha fé”.



A perseguição serviu para reafirmar o dom evangelístico de cada um deles. "Estou consciente de que minha vida pode estar em perigo e talvez eu não seja uma pessoa livre como eu gostaria, mas eu tenho a liberdade de Cristo em meu coração e me sinto ainda mais capaz de pregar essa Palavra tão maravilhosa”, comentou outro cristão.



“Sabemos muito bem que não podemos enganar a nós mesmos, achando que isso vai terminar, pois as escrituras dizem que as coisas vão ficar ainda pior. Mas eu vou continuar com a obra do Senhor", disse Temistokles. E sua esposa concordou: "É verdade, agora estamos mais conscientes do perigo, mas somos chamados a servir ao Senhor, então vamos levar em frente esse ministério”.



“Mesmo com medo de sermos feridos, nós continuamos a trabalhar para Cristo. Eu estou orando pelas pessoas que fizeram isto, para que o Senhor conceda a eles misericórdia e salvação, espero que eles se arrependam enquanto é tempo. Independente deles, eu ainda serei um servo de Deus e vou amar a Cristo até o fim”, disse Clarence Mbaulo, de 18 anos. "Tem sido muito difícil, especialmente durante este período chuvoso. Está ventando muito, e as chuvas atrapalham nossos encontros, mas me dá uma alegria tão grande quando vejo que isso não abalou a nenhum de nós e o número de membros não diminuiu, pelo contrário, outros chegaram e a igreja continua crescendo firme. Nós somos perseguidos, mas não seremos abatidos”, conclui Emmanuel.

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Os refugiados cristãos

A Crise de Refugiados é um Evento do Fim dos Tempos?



Sejam bem-vindos a uma nova semana do podcast Ask Pastor John com o John Piper. A ouvinte Brittany nos pergunta: “Caro Pastor John, eu atualmente vivo na Hungria e estou experimentando em primeira mão a atual crise de refugiados. Há muitos debates e conversas entre os cristãos aqui sobre como nós devemos ver os refugiados e sobre como devemos ver essa situação à luz do fim dos tempos. Todo mundo parece pensar que essa crise é o fim da liberdade cristã na Europa porque o grande fluxo de muçulmanos é um sinal do fim dos tempos. Pastor John, você vê essa situação como o início da perseguição aos cristãos na Europa? As pessoas acham que porque haverá muitos muçulmanos a Europa se tornará um continente muçulmano. Qual é a sua opinião acerca disso?

——–
No momento eu estou lendo o livro do Philip Jenkins A Próxima Cristandade. É sobre mudanças massivas, especialmente nos últimos 100 anos, à medida em que a preponderância dos cristãos tem se movido de antigas igrejas estabelecidas no Ocidente, incluindo na Europa e nos Estados Unidos, para o Sul global da Ásia, África e América Latina. E parte dessa mudança se dá devido à crescente secularização da Europa e América. Parte disso se deve à deslumbrante vitalidade e crescimento do Cristianismo no Sul Global. Parte disso também se dá devido à diminuição drástica das taxas de natalidade em estados seculares modernos em comparação com o grande crescimento populacional no Sul Global. E mais relevante aqui, parte disso se dá devido à imigração, à medida em que milhões de pessoas se movem do Norte para Sul ou do Sul Global para a Europa e América para formar problemas ou bênçãos. E ambos são provavelmente verdadeiros. E parte disso se dá devido à crises como a da Síria hoje e a presente situação na Europa com o grande fluxo de imigrantes.

Isso tem acontecido por um longo tempo. Esse movimento do que antes eram o segundo e o terceiro mundos, ou o mundo muçulmano, ou o mundo pagão, ou recentemente o Sul Global Cristão, nas antigas e grandes terras cristãs.

55% da população de Londres é britânica não-branca. Essa estatística é apenas um tipo de mundo emergente, eu acho. As maiores igrejas em Londres são ajuntamentos de adoradores africanos ou caribenhos. Esses imigrantes que estão inundando a América e a Europa trazem com eles as suas próprias religiões e tradições e eles inevitavelmente irão moldar as culturas para onde se mudarem. Se eles forem cristãos, eles trarão consigo a vitalidade e o poder do Cristianismo para um Ocidente decadente. Mas eles podem ser vistos como uma ameaça se trouxerem outra religião como o Islã para o coração da França ou Alemanha ou Hungria.

E ainda, por outro lado, eles podem ser a salvação econômica dessas mesmas terras porque as taxas de natalidade decaíram tão precipitadamente que essas terras não podem, nas gerações vindouras, sustentar o fardo econômico com o qual as populações idosas precisarão de ajuda e essas terras são as mais socialistas no mundo, com exceção dos países comunistas que ainda restaram. E isso cria uma expectativa de provisão governamental e alta taxação, e não haverá ninguém para cobrar se eles não tiverem mais trabalhadores. Assim, há lados positivos com esse grande fluxo, bem como há lados negativos como podem ser vistos.

Então a Britanny afirma – e essa é realmente o questionamento dela – que ela está conversando com as pessoas e eles estão afirmando, número um: “Que esse pode ser o fim da liberdade cristã na Europa se os Muçulmanos conquistarem e presumidamente estabelecerem a lei da Sharia. E número dois: “Isso é um sinal do fim dos tempos, do final da história?” E ela pondera sobre a minha opinião.

A minha opinião é – e é uma convicção muito forte – que o atual movimento de pessoas ao redor do mundo pode resultar na desestabilização do Cristianismo de seu lugar de proeminência em certos países ocidentais. E pode resultar em uma predominância sem tamanho do Islã ou até mesmo da lei da Sharia.

Ao mesmo tempo, esse grande fluxo pode não resultar na diminuição do Cristianismo ou no estabelecimento do Islã, mas, de fato, pode resultar em uma divulgação massiva da mensagem cristã entre mais e mais povos, e assim, ao final do século 21, a Europa será o continente mais autenticamente cristão que já existiu. Ambas as coisas podem acontecer. Então, não, eu não tenho nenhum senso de autoridade para pronunciar que esse é o fim do Cristianismo na Europa ou o início de um estado Islâmico. Quem sabe? Deus sabe e nós devemos orar fervorosamente pela expansão do evangelho cristão com poder sobre todos os povos que estão vindo e sobre todos os que o já esqueceram e vivem lá – que quer dizer basicamente que eu acredito na soberania de Deus.

Jesus disse: “Toda a autoridade nos céus e na terra – na Hungria, França, Alemanha e Síria – é minha. Portanto, vão e façam discípulos” (Mateus 28.18-20). Não há nenhuma circunstância histórica que exista hoje que possa possivelmente impedir um grande avivamento cristão na Europa e uma grande expansão da preponderância cristã se Deus em Sua soberania desejar que assim seja. E é por isso que devemos orar.

E, portanto, a minha opinião, com relação a como a situação presente se relaciona com o fim dos tempos, é que nós podemos está às margens de uma erupção final de perseguição que levará ao cumprimento da Grande Comissão pelo sangue dos mártires, o ajuntamento dos eleitos de Deus, a grande conversão do povo judeu e a revelação do nosso Senhor Jesus nas nuvens a fim de estabelecer o Seu reino na terra. Isso é completamente possível nos próximos anos porque, novamente, Deus é soberano. Não cabe a nós saber os tempos ou as estações. Cabe a nós testemunharmos até os confins da terra, não importa o custo.

Aqui está o que eu penso que nós podemos dizer com certeza com relação ao fim dos tempos, em outras palavras, que nós estamos neles e temos estado desde a vinda de Cristo. Isso é o que o Novo Testamento afirma. E essa é a forma da perseguição à igreja em todas as eras:

1 Pedro 4:7. “O fim de todas as coisas está próximo. Portanto, sejam criteriosos e sóbrios; dediquem-se à oração.” Isso foi no final do primeiro século.

1 Pedro 4: 12-18. Amados, não se surpreendam com o fogo que surge entre vocês para os provar, como se algo estranho lhes estivesse acontecendo. Mas alegrem-se à medida que participam dos sofrimentos de Cristo, para que também, quando a sua glória for revelada, vocês exultem com grande alegria. Se vocês são insultados por causa do nome de Cristo, felizes são vocês, pois o Espírito da glória, o Espírito de Deus, repousa sobre vocês. Se algum de vocês sofre, que não seja como assassino, ladrão, criminoso ou como quem se intromete em negócios alheios. Contudo, se sofre como cristão, não se envergonhe, mas glorifique a Deus por meio desse nome. Pois chegou a hora de começar o julgamento pela casa de Deus; e, se começa primeiro conosco, qual será o fim daqueles que não obedecem ao evangelho de Deus? E, "se ao justo é difícil ser salvo, que será do ímpio e pecador?"

Então, eu acho que a Brittany e os crentes na Hungria e em outros países europeus deveriam se aproveitar de cada meio possível para espalhar o evangelho e demonstrar a justiça e a misericórdia de Jesus em como eles se relacionam com a sua cultura pós-cristã em uma mão e o crescente número de vizinhos muçulmanos na outra. Eu acho que eles deveriam orar fervorosamente para que Deus torne essa onda de imigração em uma forma de avançar o evangelho de modo que ninguém jamais poderia imaginar ser possível. Esse é o tipo de Evangelho que nós temos.

___

os amigos de Jo

sexta-feira, 23 de outubro de 2015­

Jó 11.1-20­

Primeira fala de Zofar­
­

Deus o está castigando menos do que você­ merece

Então Zofar, da região de Naamá, em resp­osta disse:


“Será que todo esse palavrório vai ficar­ sem resposta?

Por acaso, quem fala muito é quem tem ra­zão?

Jó, você pensa que não temos resposta?­

Pensa que as suas zombarias vão nos faze­r calar a boca?

Você diz que o seu modo de pensar está c­erto

e afirma que é inocente diante de Deus.­

Eu gostaria que Deus falasse­

e lhe desse uma resposta!­

Ele lhe ensinaria os segredos da sabedor­ia,

pois há mistérios na explicação das cois­as.

Assim, você veria que Deus o está castig­ando

menos do que você merece.­

Você pode descobrir os segredos de Deus?­

“Você pensa que pode descobrir os segred­os de Deus

e conhecer completamente o Todo-Poderoso­?

O céu não é limite para Deus,­

mas você não pode chegar até lá;­

Deus conhece o mundo dos mortos,­

mas você não conhece.­

Ele é maior do que a terra,­

mais vasto do que o mar.­

Se Deus passar e prender alguém­

e o levar para ser julgado,­

quem o poderá impedir?­

Deus conhece as pessoas que não valem na­da;

ele nunca deixa de ver as suas maldades.­

No dia em que os jumentos selvagens nasc­erem mansos,

as pessoas sem juízo vão ter sabedoria.­

Abandone o pecado­

“Jó, vire o coração para Deus­

e ore com as mãos estendidas para ele.­

Abandone o pecado que mancha as suas mão­s

e não deixe que a maldade more na sua ca­sa.

Então você andará de cabeça erguida,­

puro, firme e sem medo.­

Você não lembrará dos seus sofrimentos,­

que serão como águas passadas­

que a gente esquece.­

A sua vida brilhará mais do que o sol do­ meio-dia,

e as suas horas mais escuras serão clara­s como o amanhecer.

Você viverá seguro e cheio de esperança;­

Deus o protegerá, e você dormirá tranqui­lo.

Quando você estiver descansando, nada o ­assustará;

e muita gente virá lhe pedir ajuda.­

Porém os maus olharão em redor desespera­dos

e não acharão lugar para onde fugir;­

para eles a morte será a única esperança­.”

terça-feira, 20 de outubro de 2015

os números dos evangêlicos no Brasil

Extraído do jornal campo grande News
O número de evangélicos só faz crescer no país. Em 1980 eram apenas 6,6 milhões de fiéis e, atualmente, ultrapassaram a marca de 45 milhões. A Assembleia de Deus é a que tem mais seguidores; nada menos que 12 milhões. Em segundo lugar está colocada a Igreja Batista com quase 4 milhões de adeptos. A Congregação Cristã e a Universal, estão mais ou menos empatadas com aproximadamente 2 milhões de fiéis. Cresce o número de fiéis adeptos do evangelismo, também cresce o de parlamentares no Congresso Nacional: em 1983, eram tão somente 12 deputados federais evangélicos; atualmente a bancada é composta por nada menos que 74 parlamentares.
Todos são irmãos de fé, mas não compartilham a mesma visão de mundo e do papel da religião. As diferenças são advindas desde o nascedouro. As igrejas evangélicas nasceram na Reforma Protestante de 1517. As "históricas" são a batista, os luteranos e presbiterianos. As pentecostais - entre as quais está a Assembleia de Deus - nasceram nos Estados Unidos, no início do século passado, são bem "jovenzinhas". Mais recentes ainda, são as neopentecostais, surgidas à partir dos anos 60, dentre as quais emerge a Universal do Reino de Deus, com 1,8 milhão de fiéis.
Pode-se afirmar que elas têm diferentes visões do mundo. Não existe um mundo conservador por excelência dentre os evangélicos. Há sim, uma grande diversidade, como em qualquer estrato da população brasileira. Há alguma dose de preconceito quando colocam a todos os evangélicos como os "proprietários do conservadorismo nacional". As pesquisas que são feitas com os evangélicos demonstram que eles se distinguem um pouco apenas na questão da homossexualidade. Comparativamente com os católicos, 84% dos evangélicos não aceitam a liberdade de escolhas sexuais, enquanto 69% dos católicos comungam do mesmo pensamento. Nas demais questões morais, como o aborto, evangélicos e católicos estão do mesmo lado com percentuais similares.
Nos dias 22 e 23 de outubro os políticos evangélicos estarão reunidos no Congresso de Agentes Políticos Evangélicos do Brasil (Capeb). O evento terá como foco a capacitação dos parlamentares, prefeitos e vereadores. Aguardam pelo menos 2 mil pessoas em Brasília.

LiteraturadeCristo Music Gospel

¶ Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho para que...

¶ Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. Este veio para testemunho para que...

Os cristãos na Colômbia

ACORDO ENTRE COLÔMBIA E FARC NÃO VAI ALTERAR A SITUAÇÃO DOS CRISTÃOS NO PAÍS
"Guerrilheiros vão continuar com o tráfico de drogas que é muito lucrativo"



De acordo com informações da BBC News, houve um importante avanço nas negociações de paz entre o governo colombiano e as Farc (Forças Armadas Revolucionárias Colombianas), o maior grupo guerrilheiro da Colômbia.

O acordo inclui a criação de tribunais especiais para julgar os crimes cometidos durante os conflitos. Eles terão uma comissão especial somente para este propósito e uma lei de anistia que garante ser eficaz. De acordo com o The United States Institutes of Peace (Instituto de Paz dos Estados Unidos), eles estão usando o "modelo mundial" nas negociações.

Uma analista de perseguição da Portas Abertas comenta: "Não devemos ser otimistas em relação ao acordo e não podemos nos esquecer que a Colômbia tem se empenhado na guerra civil há décadas. Não vai ser tão fácil alcançar uma paz duradoura".

Ele também observa que o âmbito do presente acordo está ligado somente às FARC: "Outros grupos de guerrilha e de gangues criminosas, presentes no país, vão continuar em plena atividade. Além disso, há preocupações de que os membros das FARC não sigam o acordo negociado por seus líderes e que continuem com seu negócio do tráfico de drogas que parece ser muito lucrativo. E isso não vai mudar a situação dos cristãos no país", conclui o analista.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Dicas de leitura da semana

LiteraturadeCristo.blogspot.com
por Gospel+
Confira a lista dos cinco livros cristãos mais vendidos da semana
Publicado por Tiago Chagas em 17 de outubro de 2015

Dentre os livros mais vendidos na semana há títulos que abordam questões familiares, reflexões sobre a graça divina e nosso papel na Igreja de Cristo.

Confira, na lista abaixo, quais livros estão no TOP 5 da semana e conheça um pouco dos livros cristãos mais lidos e comprados pelos leitores do Gospel+ através da livraria virtual Amazon:

Para Que Estou Na Terra? Uma Vida Com Propósitos
O livro “Para Que Estou Na Terra? Uma Vida Com Propósitos” (compre aqui) é uma nova edição do clássico de Rick Warren para a nova geração, com duas novidades: um vídeo introdutório do pastor e escritor para os capítulos 1-42, além de dois novos capítulos sobre as barreiras mais comuns para viver uma vida com propósitos. Este livro atingiu o patamar de clássico da literatura cristã contemporânea e foi publicado em dezenas de idiomas, oferecendo uma resposta à grande questão da humanidade com sabedoria, graça e simplicidade e baseado em mais de 1.200 versículos bíblicos.

A Maravilhosa e Boa Vida
Seguindo o Sermão do Monte, este livro (compre aqui) é uma sequência do elogiado “O maravilhoso e bom Deus”, e nos leva a olhar por trás das nossas falhas de caráter e a rever as falsas crenças que nos tem dominado, segundo o padrão dos valores de Jesus sobre a vida no Reino de Deus.

A Família Que Você Sempre Quis
O autor Gary Chapman apresenta, no livro “A Família Que Você Sempre Quis” (compre aqui) discussões mais profundas sobre o que precisa ser cultivado para alcançar a felicidade no lar. Falando sobre o estereótipo do marido e esposa passeando de mãos dadas em uma tarde ensolarada, enquanto as crianças andam de bicicleta ali por perto, sob os olhares orgulhosos dos pais, Chapman lembra que essa é a imagem de família que vislumbramos ao longo de nossa vida e que nos motiva ao casamento, e atesta que não muito tempo depois, essa fotografia perfeita perde o brilho e o sonho se torna pesadelo, tornando-se cada vez mais difícil manter as famílias unidas e saudáveis. Os laços de amor entre pais, filhos e irmãos têm se mostrado frágeis e pouco relevantes. No entanto, o autor diz que ainda é possível driblar a influência negativa de uma sociedade corrompida e encontrar a saída para esse problema. A família que você sempre quis reúne importantes conselhos e dicas fundamentais sobre a dinâmica familiar, ilustrados por histórias de pessoas como você. São questões reais, presentes no cotidiano, que abrem oportunidades e oferece passos práticos para que você construa uma família forte e saudável.

“Amor e Respeito”
Estudos desenvolvidos na área da psicologia reafirmam o que a sabedoria bíblica já havia estabelecido há milênios: o relacionamento homem-mulher somente ocorre de modo saudável quando ele a ama, e ela o respeita. A relação entre a necessidade de amor e de respeito no relacionamento conjugal é abordada por autor Emerson Eggerichrs no livro “Amor e Respeito” (compre aqui), mostrando que tem tudo a ver com o tipo de casamento que você terá. E à medida que ambos teimam em desrespeitar essa lei básica da convivência do casal, dão vazão ao que o autor denomina ciclo insano, que, sem dó nem piedade, destrói a harmonia conjugal. A simplicidade da argumentação do autor surpreende e tem cativado centenas de milhares de pessoas em vários países que atestam sua eficácia: quando o marido se sente desrespeitado, é especialmente difícil para ele amar a esposa. Quando a esposa não se sente amada, é especialmente difícil para ela respeitar o marido. Descubra como colocar em prática a mensagem de Amor e respeito e experimente o conselho do sábio Salomão: “Desfrute a vida com a mulher a quem você ama”.

“O Evangelho Maltrapilho”
No aclamado “O Evangelho Maltrapilho” (compre aqui), o autor fala sobre o escândalo da graça. Uma mensagem pensada para renovar as forças de pessoas aniquiladas, derrotadas e exauridas pelas circunstâncias da vida e que se acham indignas de receber o amor de Deus. Visando alcançar muitas pessoas que às vezes são ignoradas pela comunidade de cristãos por não se encaixarem no perfil de super-homem ou de super mulher que lhes é constantemente exigido, Brennan Manning falou sobre o conceito da graça de Deus de forma exemplar nesse livro, que também alcança as pessoas cansadas da espiritualidade superficial e consumista presente em muitas denominações. “É um livro que escrevi para mim mesmo e para quem quer que tenha ficado cansado e desencorajado ao longo do caminho”, confessou o teólogo, filósofo e autor do livro.

Vineyard - Reina em Mim

COMPROVADA A EXISTÊNCIA DE JOSÉ NO EGITO

Extraído do site da Editora Ultimato

A vida de oração de Jesus
“Eu e o Pai somos um”, disse Jesus aos judeus no Pórtico de Salomão (Jo 10.30). Apesar da completa intimidade com o Pai, Jesus era um homem de oração? A resposta, a mais explícita possível, é da lavra daquele que escreveu a Epístola aos Hebreus: “Durante a sua vida aqui na terra, Cristo, em alta voz e com lágrimas, fez orações e súplicas a Deus, que o podia salvar da morte. E as suas orações foram atendidas porque ele era dedicado a Deus” (Hb 5.7).


















Só no último dia de vida (a sexta-feira começava na noite de quinta-feira), Jesus orou três vezes: no Cenáculo, no Getsêmani e no Calvário. Na sala ampla e mobiliada, ele orou pelos discípulos e por aqueles que creriam nele (Jo 17.20). No Getsêmani, Jesus orou por ele mesmo: “Meu Pai, se for possível, afasta de mim este cálice” (Mt 26.39). Na cruz, das sete palavras ali proferidas, três foram orações: a primeira, em favor daqueles que o crucificavam (“Pai, perdoa-lhes”); as outras duas, em favor dele mesmo (“Deus meu, Deus meu, por que me abandonaste?” e “Pai, nas tuas mãos entrego meu Espírito!”).

Além das orações feitas na cruz, o Evangelho de Lucas menciona a vida de oração de Jesus em cinco passagens:

5.16 Mas Jesus retirava-se para lugares solitários e orava.
6.12 -- Num daqueles dias, Jesus saiu para o monte a fim de orar, e passou a noite orando a Deus.
9.18 -- Certa vez Jesus estava orando em particular, e com ele estavam os seus discípulos.
9.28 -- Aproximadamente oito dias depois de dizer essas coisas, Jesus tomou consigo a Pedro, João e Tiago e subiu a um monte para orar.
11.1
Certo dia Jesus estava orando em um determinado lugar.

A esta lista, deve-se acrescentar a passagem de Marcos 1.35: “De madrugada, quando ainda estava escuro, Jesus levantou-se, saiu de casa e foi para um lugar deserto, onde ficou orando”.

Não se diz que Jesus orava naqueles horários rígidos de oração, pela manhã, ao meio-dia e à tarde (Sl 55.17; Dn 6.10). Ele orava mais durante a noite do que durante o dia, mais nas montanhas do que em outro lugar. Uma coisa é certa: as orações do Senhor não eram rotineiras e cheias de vãs repetições.

Influenciado pela vida de oração de Jesus, um dos discípulos lhe disse: “Senhor, ensina-nos a orar, como João ensinou os discípulos dele” (Lc 11.1). Foi nessa ocasião que Jesus ofereceu o modelo universal da oração dominical e discorreu sobre a perseverança na oração e sobre a boa vontade de Deus em nos ouvir e responder (Lc 11.2-13).

Há uma relação das orações de Jesus com os acontecimentos anteriores ou posteriores que o envolviam, como se pode ver nos textos que as seguem ou antecedem.

domingo, 18 de outubro de 2015

A palavra de Deus, a espada do Espírito

A espada do Espírito
… e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus. Ef. 6.17b As Escrituras são a Palavra de Deus para nós, por isso você deve conhecê-las. É a fonte da verdade, segurança e consolo, por isso, aprenda suas lições. Deixe Deus usá-la para falar com o seu coração. Olhe para a Palavra para destruir as mentiras de satanás e para revelar a verdade. Use-a para falar do amor e perdão de Deus. Quando o Espírito de Deus nos marca com um versículo vencermos a batalha contra o inimigo. A Bíblia chama isso de tomar a espada do Espírito. A vida de Ruth mudou quando ela encontrou uma Bíblia. De família muçulmana, ela tinha 15 anos quando estava pesquisando a biblioteca e encontrou o Livro escondido. Ela conta: “Comecei a ler a Bíblia secretamente em meu quarto. Eu sabia que não poderia parar. Eu queria conhecer Jesus melhor”. Ela foi rejeitada por sua família e comunidade, mas a Palavra de Deus a ajudou a enfrentar a perseguição.

http://portasabertasapp.com.br/devocional/espada-espirito/

-- Aplicativo Portas Abertas https://www.portasabertas.org.br/app

sábado, 17 de outubro de 2015

Vamos ler e meditar a palavra de Deus! LiteraturadeCristo.blogspot.com

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 1 CRÔNICAS (Leia 1 Crônicas 17:16-27)

Davi sente não merecer nada. Completamente vencido, lembra a bondade de Deus para consigo e Lhe rende louvor e ações de graças. Temos agradecido a Deus? Quando alguém falha em agir assim conosco, chamamos tal atitude de ingratidão ou falta de educação. Imaginemos então como Deus se sente quando Seus filhos esquecem de Lhe agradecer. E, de fato, se formos pensar bem, quantas são as bênçãos dEle recebidas diariamente as quais nem sequer notamos ou lembramos de agradecer ao Pai! Quantos de Seus atos de amor nos passam despercebidos por julgarmos óbvios, pelo menos enquanto os desfrutamos: o cuidado de nossa família, nossa saúde, nossa comida etc.? Quando sentam para comer, as famílias cristãs têm o costume (até o dever) de dar graças. Mas é necessário que as palavras ditas em oração nesse momento realmente saiam do nosso coração. Mais dos que os benefícios materiais que recebemos dEle, agradeçamos a Deus pelos privilégios cristãos: a Palavra, a comunhão com os irmãos na fé, nossa educação no temor do Senhor (Efésios 5:20). E, acima de tudo, jamais cansemos de agradecer pela Sua tão grande salvação, pelo tão maravilhoso Salvador que Ele nos deu. "Graças a Deus pelo seu dom inefável!" (2 Coríntios 9:15).


sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Vamos orar pelos irmãos da Tanzânia

CRISTÃOS SOBREVIVEM A VÁRIOS INCÊNDIOS NA TANZÂNIA
“A casa pode estar queimada, mas nós estamos vivos e podemos reconstruí-la”



A igreja em Bukoba, localizada às margens do lago Vitória, na Tanzânia, está sofrendo vários ataques. No início do mês, homens desconhecidos incendiaram três congregações de lá. Mas esses ataques não são novidade, porque em 2013, mais de 13 igrejas também foram incendiadas e não houve nenhuma acusação até o momento.

A injustiça no país fez com que alguns cristãos buscassem a ajuda da equipe da Portas Abertas, na esperança de ouvirem uma palavra de ânimo. “Eu estava no noroeste da Tanzânia, refletindo sobre os ataques e buscando encorajamento, quando me veio em mente Isaías 43.1-3. Eu compreendo o que esse povo está sentindo, no momento devem estar se perguntando: ‘será que as águas não vão mesmo nos afogar, e esse fogo já não consumiu nossas igrejas?’. E não os culpo pelas dúvidas e desânimo que sentem, depois de tudo o que passaram”, disse um analista.

“Eu precisei parar e pensar por alguns minutos se eu realmente acredito que Deus está se comunicando com seus filhos nesta passagem. Alguns dos meus companheiros de equipe passaram um tempo com esses cristãos, depois do incêndio, e eles disseram que os danos realmente foram extensos. As pessoas perderam tudo. Os agresssores são estratégicos porque realmente querem colocar fim na igreja da Tanzânia, o país que ocupa a 33ª posição na classificação dos mais perseguidos do mundo”, o analista continua.

“Então Deus respondeu aos meus questionamentos. Pensei que os cristãos estavam tristes porque não tinham mais onde adorar a Deus. Quando li nos relatórios o depoimento de um dos irmãos, que dizia: ‘Naquele domingo, após o ataque, nós oramos e adoramos a Cristo no meio das cinzas. Hoje mesmo vamos continuar os nossos trabalhos, a casa pode estar queimada, mas nós estamos vivos e podemos reconstruí-la’. Estas foram as palavras do irmão Emmanuel. Então compreendi que Deus nem sempre evita que certas coisas aconteçam, mas Ele fortalece seus filhos, na fúria das águas e não deixa que o fogo venha consumir a sua fé”, conclui.

Fonte: Portas Abertas Internacional

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

O evangelho na Tunísia

TUNÍSIA
"Somos luzes brilhando nessa cidade norte-africana"



Durante uma visita da equipe da Portas Abertas à Tunísia, Adel* e seu irmão Ramez*, recentemente convertidos ao cristianismo, deram importantes testemunhos: "Na Tunísia, as pessoas nos enxergam como pessoas boas, porque elas sabem que não causamos problemas e que a nossa religião não ofende a ninguém".

Os irmãos afirmam que se identificam muito com os relatos do livro de Atos: "Nós somos a primeira igreja nesta cidade e sabemos que mais cedo ou mais tarde teremos problemas com o governo, mas estamos cientes de que teremos que nos sacrificar, mas com a certeza de que nossos filhos poderão desfrutar dos resultados", diz Adel.

Eles revelam que os jovens encontram muitas dificuldades assim que se convertem: "Para os jovens cristãos é uma luta sobreviver. Quando decidimos morar aqui, eu tinha um trabalho, e quando abrimos a igreja, podíamos pagar todas as contas. Agora nós dois estamos desempregados e quase não podemos pagar pelo alimento. Não tem sido fácil, mas os caminhos de Deus são especiais e nos dão forças para suportar tudo isso", comenta Ramez.

"O número de membros chegou a 31. Costumamos dizer que somos 31 luzes que brilham nesta cidade norte-africana e na região ao redor. Nós somos os missionários da nossa cidade. Não foi ser humano algum que nos deu essa igreja, foi o próprio Deus que nos ajudou a construí-la. Não precisamos que enviem missionários para cá, porque nós já estamos aqui", compartilha um dos membros. Há muitas igrejas domésticas na Tunísia, e na maioria delas não há líderes, por isso eles simplesmente leem a bíblia e tentam praticá-la. Eles cantam, oram e compartilham a sua fé.

*Nomes alterados por motivos de segurança.

Fonte: Portas Abertas Internacional

segunda-feira, 12 de outubro de 2015

Feliz dia das crianças!

Crianças Brutais


Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães? sem afeto natural ? cruéis? mais amigos dos deleites do que amigos de Deus

(2 Timóteo 3:2-4).

CRIANÇAS BRUTAIS

Manchete de determinado jornal estrangeiro: "Crianças brutais. Eles bateram em uma colega de escola de 12 anos de idade com um bastão de ferro e apagaram cigarros na pele dela? Apenas um dos garotos envolvidos tinha 14 anos e era criminalmente responsável".

A violência nas escolas só aumenta. Isso não atinge somente as crianças, mas os professores também. Estes estão desencorajados e sem saber o que fazer. Já começam o ano escolar com medo de voltar ao trabalho.

o que levou a este quadro terrível? As pessoas geralmente falam sobre as mudanças sociais e o declínio dos padrões morais. Mas será que os pais se questionam sobre a própria parcela de responsabilidade nisso?

A Palavra de Deus nos dá uma explicação em Romanos 3:18: "Não há temor de Deus diante de seus olhos". Quantos jovens crescem sem o temor de Deus, pois nem mesmo sabem que ele existe! Hoje os prazeres são mais amados e desejados que o Criador. Muitos jamais ouviram de seus pais qualquer palavra sobre o Senhor Jesus. Deixados à própria sorte, não têm qualquer proteção contra a avalanche do mal que está dentro e fora deles.

A solução é somente uma: arrependimento genuíno e volta para Deus! Adultos, jovens, crianças têm de se render ao amor transformador do Senhor Jesus Cristo. Todos fomos criados para ter um relacionamento pessoal e intenso com o Senhor Jesus. A partir daí, tudo muda de fato: nosso coração, pensamentos, motivações, e, por consequência, o comportamento individual e coletivo. Soluções alternativas não conseguem chegar à raiz da questão, e têm resultados bastante limitados.
Extraído de A Chamada. com. br

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

O choro pode durar uma noite

O Estandarte de Cristo
O Choro Pode Durar Uma Noite, por Anne D­utton

Querida senhora,­

É com muita satisfação que li a sua últi­ma [carta], e eu estava engajada em dar ­graças e louvores ao Deus de toda graça ­por Ele fazer minhas pobres cartas de qu­alquer benefício para a sua alma querida­. Sim, senhora, sua alma ignorante será ­favorecida com a luz do semblante de Deu­s, somente espere por Ele em fé e paciên­cia. Os teus pecados te são perdoados; e­spere um pouco, e o Senhor irá lhe dizer­ assim. Aquele que agora em amor sábio e­sconde Seu rosto, em breve, para a sua a­legria indizível, cairá sobre você com o­s raios elevados de Sua bondade infinita­ e eterna. "O choro pode durar uma noite­, mas a alegria virá pela manhã. Porque ­a sua ira dura só um momento; no seu fav­or está a vida”. Uma imensidão, uma eter­nidade de luz permanece por você no infi­nito f avor de Deus — aquela toda compr­eensiva fonte de todos os vários fluxos ­de sua felicidade para o tempo e eternid­ade para sempre! E deixe seu Pai livre p­ara escolher que canais Ele se agrada pa­ra transmitir para a sua alma amada Sua ­bondade inexaurível, imutável e eterna b­ondade, pois se por um tempo o Seu corre­ sob o chão, fora da sua vista, isto é p­ara que ressurja novamente, para sua sur­presa mais alegre, em rica exuberância. ­E cuidado em pensar, quando você não vê ­o amor em seus fluxos; que o amor não es­tá no fluxo em direção a você; pois quan­do o amor é mais escondido do seu ponto ­de vista, este esconderijo é um fluxo de­ amor. Esse é um dos canais apontados em­ que o amor se movimenta rapidamente e g­loriosamente; de fato, isto é um “amor v­elado”, mas o amor velado é o mesmo amor­ ainda. E "o que você não sabe agora, vo­c ê deve conhecer a seguir". Quando o v­éu for retirado do rosto do amor, você d­eve ver como que uma grande glória no “a­mor escondido”, como em seu semblante ma­is sorridente, e que ambos alternadament­e foram encomendados mui sabiamente para­ maior glória de Deus e sua maior felici­dade.

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Livros infantis

EDITORAS DÃO DICAS DE LIVROS PARA PRESEN­TEAR

NO DIA DAS CRIANÇAS­


As Editoras V&R e Berlendis & Vertecchia­ apresentam algumas sugestões de títulos­ para agradar os pequenos nesse dia tão ­especial



Livros são ótimas ferramentas para educa­r, estimular a imaginação e aumentar o c­onhecimento da garotada. Para o Dia das ­Crianças, a V&R Editoras­ e ­Berlendis & Vertecchia ­prepararam uma seleção especial­ ­dedicada aos pequenos. Com temas variado­s, a seleção traz obras que instigam e p­rometem agradar todas as idades e gostos­.


Para os baixinhos que ainda não tiveram ­seu primeiro contato com os livros, a Coleção­ ­Caco – Banho do Caco­,­ Boa Noite Caco ­e­ Caco está com Fome ­-­ ­é ideal­, ­pois estimula a imaginação do bebê e ens­ina como as obrigações do dia a dia – al­imentar-se, tomar banho e dormir – podem­ ser divertidas. ­Já para as crianças que­ estão aprendendo a ler­, nada melhor que a ­Coleção Roda-Roda ­e ­O Trólebus 75­, que ensina sobre transportes de uma ma­neira divertida. ­Para os mais velhos, ­a Coleção ­Como Apavorar... os Monstros? os Fantasm­as? os Dragões? Os Piratas?, ­O Pintor,­ ­Modelo Vivo, Natureza Morta­ e ­Tenório – Um artista iniciante­ ­estimulam a interação e a criatividade d­as crianças para vencer seus medos e per­ceber que a maneira com que veem e enfre­ntam uma situação pode mudar tudo.



Confira abaixo a seleção:­




Título: ­Como Apavorar os Monstros?­

Autor: ­Catherine LeBlanc ­e Roland Garrigue­

Tradutor: ­Flávia Lago­

Número de páginas: ­32­

ISBN: ­978-85-7683-506-6­

Formato: ­25x 28 cm­

Acabamento: ­Capa Dura­

Preço: ­R$ 32,90­

Como apavorar os monstros­ ­traz uma verdadeira lista com os diverso­s tipos de monstros que uma criança pode­ temer, mas o livro também ensina como m­antê-los bem longe. De forma lúdica, a obra mostra que os ­monstros não são assustadores e perigoso­s, e com algumas artimanhas, como chamá-­los de “fracotes”, as crianças podem col­oca-los para correr.






Tí­tulo: ­Como Apavorar os Fantasmas?­

Autor: ­Catherine LeBlanc ­e Roland Garrigue­

Tradutor: ­Flávia Lago­

Número de páginas: ­32­

ISBN: ­978-85-7683-505-9­

Formato: ­25x 28 cm­

Acabamento: ­Capa Dura­

Preço: ­R$ 32,90­

O livro mostra que os fantasmas assustam­, mas as crianças podem assustá-los muit­o mais! O livro ensina truques inocentes para ­vencer seus medos, como beber um chocola­te quente ou usar o secador de cabelo pa­ra afastar os fantasmas, e ainda mostra ­que eles trazem sonhos e mistérios que t­ornam a vida ainda mais interessante.






Título: ­Caco Está com Fome­

Autor: ­Carolina Misha­

Tradutor: ­Camélia dos Anjos­

Número de Páginas:­ ­

ISBN: ­978-85-7683- 767-1­

Formato:­ ­Livro Cartonado­

Acabamento: ­Cartonado­

Preço: ­R$ 54,90­


O simpático macaquinho Caco vai acompanh­ar papais, mamães e bebês em seus primei­ros desafios. A coleção, que conta com t­rês livros, ensina sobre como se diverti­r nas obrigações do dia a dia – comer, toma­r banho e dormir. E ainda conta com lind­os brindes.



­



Título: ­Roda-Roda – Meu Trator­

Autor:­ Renée Salome­

Número de Páginas:­ 10­

ISBN: ­978-85-7683-775-6­

Formato:­ ­25 x 32cm­

Acabamento:­ Cartonado­

Preço: ­R$ 49,90­

A coleção Roda-Roda ensina sobre os dive­rsos meios de transporte através de dive­rtidas histórias. Indicada para crianças­ que estão ­aprendendo a ler, cada livro acompanha u­ma pista e um brinquedo.­







Título: ­Modelo Vivo, Natureza Morta­

Autor: ­Gonzalo Cárcamo­

Número de Páginas:­ 64­

ISBN: ­978-85-7723-071-6­

Formato:­ ­205 x 275 cm­

Acabamento: ­Capa Dura­

Preço: ­R$ 49,00­

Composto ­exclusivamente por ilustrações, o livro ­conta a história de um caçador e um pint­or que vêem suas vidas entrelaçadas e se­us atos – e a consequência deles, influe­nciando diretamente na vida um do outro.­ A narrativa visual, composta por belas a­quarelas, enfoca o lado luminoso e sombr­io dos protagonistas, exaltando a sensib­ilidade existente em cada um.







Título: ­Tenório – Um artista iniciante­

Autor: ­Gonzalo Cárcamo­

Número de Páginas:­ 56­

ISBN: ­978-85-7723-072-3­

Formato:­ ­21,5 x 27,5 cm­

Acabamento: ­Capa Dura­

Preço: ­R$ 46,00­

O livro conta a história de Tenório, um ­jovem tímido que, por sua paixão pela pintura e sua vasta coleção de livr­os de arte, decide tornar-se um artista. A narrativa visual, composta por aquar­elas simples e claras, privilegia a linha leve, com muito branco, na intençã­o de deixar respirar os protagonistas.






Tí­tulo: ­O Pintor­

Autor: ­Gianni Rodari­

Tradutor: ­Roberta Barni­

Número de páginas: ­40­

ISBN: ­978-85-7723-031-0­

Acabamento: ­Brochura­

Preço: ­R$ 42,00­

Neste incrível livro, o escritor, pedago­go e jornalista italiano Gianni Rodari, ­um dos maiores nomes da literatura infan­to-juvenil italiana e mundial, conta a h­istória de um pintor pobre que teve de f­azer seu pincel com os fios do próprio c­abelo. Sem tinta também, o personagem te­ve que pensar numa saída muito criativa ­para conseguir completar o seu quadro.

A ilustração da também italiana Valeria ­Petrone segue o tom cômico dado por Roda­ri à narrativa, criando com seu estilo ú­nico uma atmosfera lúdica para a históri­a.






Tí­tulo: ­O Trólebus 75­

Autor: ­Gianni Rodari­

Ilustradora:­ Blanca Gómez­ ­

Número de páginas: ­32­

ISBN: ­978-85-7723-056-3­

Formato:­ ­20,5 x 27,5 cm­

Acabamento: ­Brochura­

Preço: ­R$ 39,00­

Voltada para o público infantil, o livro­ conta a história de um ônibus que inesp­eradamente sai do seu trajeto diário lev­ando os passageiros para um passeio surp­reendente.

Com ilustrações divertidas e auto-explic­ativas, o livro nos encoraja a aproveita­r os momentos agradáveis, a fugir da rot­ina e aproveitar o melhor que a primaver­a pode nos oferecer.


­

A salvação em Jesus

INTRODUÇÃO
A grande Salvação é fruto de um Grande Acontecimento que é Eterno.

* Eternidade é conhecimento de um tempo que não se vê - FÉ.
* É o sair da Morte para a Vida.
* A Salvação atinge a todos, de todas as maneiras dentro do projeto de Deus (milagres, maravilhas e Dons do Espírito Santo).
* É Grande porque vai nos levar para a Eternidade através da ressurreição.

A salvação acontece dentro de um plano profético, com três atos distintos:

1º - AMOR

Nós falamos do Amor de Deus, não porque somos bons ou melhores, mas porque ele nos amou, sendo nós pecadores.
O Senhor estendeu a mão a um povo rebelde.
A religião tira o senso de gratidão do homem a Deus, quando substitui a fé pelas obras humanas, mudando assim o Projeto de Deus.

Qual a forma de expressar o Amor?
Deus substitui a maldição que estava sobre nós pelo seu Filho, entregando-o à cruz como forma de pagamento pêlos nossos pecados.

2º - O REMIDOR

* No tempo dos Patriarcas, após Israel ter recebido a terra prometida, Deus estabeleceu a divisão da terra.

* A primeira divisão foi entre as doze tribos de Israel.
Depois entre as famílias e por fim a cada indivíduo.

* Ficou estabelecido que, em caso extremo, o herdeiro e dono da terra podia vendê-la.
Isso só ocorreria em caso de estrema pobreza, quando a pessoa não tivesse mais nada.

* A venda do bem ficava com o comprador por um determinado tempo, podendo ser resgatado por um parente, que seria o remidor.
Este pagava o preço devido e resgatava a herança, devolvendo-a em seguida ao seu dono.

* NABOTE foi um exemplo: Ele recebeu uma vinha (herança), mas não se desfez dela, mesmo com ameaças de morte.

* O filho pródigo também recebeu uma herança, só que seu pai ainda era vivo.
Ele vendeu tudo, e se tivesse outro bem venderia também.

* Para ser Remidor era preciso ter amor - Era preciso ser parente, pois após o resgate da herança, ela teria que ser devolvida ao herdeiro.

* Na figura do remidor o cidadão podia perder a herança a qualquer tempo, como podia recuperá-la.

* Novo Ano é uma nova etapa na caminhada do Servo e daqueles que aceitarem ao Senhor a partir desta data ou deste dia.

* Fostes comprados por bom preço, por isso glorifica a Deus.
“O preço do resgate da herança - O SANGUE DE JESUS”

* Todo homem passou por esse processo.
Desfez-se do seu bem maior, sua herança na Pátria Celestial (Eternidade)
E o nosso parente verdadeiro, nosso Pai na eternidade, resgatou nossa herança através do Remidor Jesus Cristo
(O Rei é nosso Parente).

* A figura do Remidor está no Amor, na Revelação e na Graça.

3º POR QUE TÃO GRANDE SALVAÇÃO?

Porque é sustentada pelo Senhor com sinais e grandes Operações de Maravilhas na vida dos servos.
Ações poderosas do Espírito Santo com Dons e a Ministração dos Anjos.
O grande Sinal é o NOVO NASCIMENTO.

Exemplo: Conhecer o valor da Salvação no Ato e muito mais no Processo.
Ato - No dia em que aceitei ao Senhor.
Processo - Na santificação diária, através da obediência às revelações que têm vindo da parte do Senhor.

sábado, 3 de outubro de 2015

Filho meu

Provérbios 3:11­




Filho meu, não rejeites a correção do Se­nhor, nem te enojes da sua repreensão.




Aflições atingem todos os santos. Advers­idade, dificuldade, dor e problemas são ­as ferramentas do abençoado Deus para co­rrigir suas falhas e aperfeiçoá-lo. Ao i­nvés de se ressentir Suas correções ou s­e cansar das derrotas que Ele envia para­ você, você deve se regozijar pelo fato ­de que Ele te ama e deseja aperfeiçoá-lo­. Se Ele o deixou à vontade, então você ­é um bastardo e não um filho (Hb 12:7-8)­!


Ninguém gosta de aflições, dificuldades ­ou problemas. Estas são coisas que você ­procura evitar ao máximo possível em sua­ vida. Mas o Senhor as envia em amor poi­s Ele é capaz de utilizá-los para lhe en­sinar mais do que a paz e a prosperidade­ jamais pudessem lhe ensinar. Os bons te­mpos parecem fabulosos, mas eles não ser­vem para tornar alguém melhor. Os tempos­ difíceis incomodam, mas eles o tornam m­ais forte e sábio.


É fácil se irritar contra o Senhor e diz­er, "Senhor, porque permitiste isto na m­inha vida?" É fácil dizer que Ele não é ­justo - você não merece tantos problemas­. É fácil ficar desanimado e pensar em d­esistir da sua corrida cristã. Jó usou e­stes tipos de pensamentos. Mas Eliú diss­e a Jó que ele estava errado, Deus estav­a certo e Jó poderia por um fim a essas ­lições dolorosas se ele se humilhasse.


Existem quatro razões para que aconteçam­ coisas ruins para um cristão. Ele está ­sendo castigado por causa de pecado em s­ua vida; ele está sofrendo as consequênc­ias naturais de sua própria tolice; ele ­está sendo testado para edificar a sua f­é; ou Deus está simplesmente manifestand­o a Sua própria glória na vida dele. O o­bjetivo do autoexame é de analisar suas ­circunstâncias para descobrir a lição de­ Deus contida nelas. Assim que o homem r­econhece que a questão é um ato de Deus,­ ele deve se submeter humildemente e se ­regozijar nela.


A razão final pela qual você deve aceita­r de bom grado a correção em sua vida é ­a prova que ela dá do amor Dele por você­ (Pv 3:12; Hb 12:5-6; Ap 3:19). O Deus v­erdadeiro aflige os Seus filhos por ques­tões de fidelidade e desejos para com el­es. Davi disse, "Bem sei eu, ó Senhor, q­ue os teus juízos são justos e que em tu­a fidelidade me afligiste." (Ps 119:75).


A segunda razão para aceitar com alegria­ a correção de Deus em sua vida é que el­a o protege de pecar ainda mais (Jó 34:3­1-32; Sl 119:67; Jr 31:18-19; ICo 11:32)­. Considerando que aquilo é a única mane­ira para você aprender a não fazer algum­a coisa errada que lhe atrai, você deve ­ficar grato pela Sua misericórdia em lhe­ ensinar a Sua lei e os Seus caminhos (J­ó 5:17; Sl 94:12).


A terceira razão para aceitar alegrement­e a correção de Deus é a razão amorosa q­ue há nela - para torná-lo perfeito (Rm ­5:3-5; Hb 12:10-12; Tg 1:2-4). Aprender ­a lidar pacientemente com a adversidade ­é uma grande medida de maturidade (Pv 24­:10; IPe 5:10). A aflição gera fé em Deu­s; prosperidade não o leva a aumentar a ­sua confiança Nele (Pv 30:8-9). Paulo se­ sentia estimulado pela oportunidade de ­crescer na graça de Deus através da adve­rsidade em sua vida (IICo 12:7-10).


Este provérbio, assim como os outros, en­sina sabedoria. Ao considerar a adversid­ade como a Sua ferramenta de aperfeiçoam­ento, você está avisado e armado com ant­ecedência para poder lidar com ela (Ec 7­:14). Quanto mais rápido você aprender a­ lição, o problema cessará mais cedo; se­ você desprezá-la ou se ressentir dela, ­Ele a enviará com maior intensidade (Jó ­36:15-18). Não há razão para desmaiar, p­ois aqueles que a suportarem obterão as ­promessas (IICo 4:16-18; Gl 6:9; Hb 6:10­-12; Hb 12:1-6; Tg 5:11).

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

Operadora de telefonia da Assembleia de Deus

CGADB lança operadora de telefonia móvel da AD, em São Paulo
Nos próximos meses a linha alcançará demais regiões do país

Fonte: Tiago Bertulino | 01/10/2015 - 17:00


A Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), sob a presidência do pastor José Wellington Bezerra da Costa, lançou, nesta quinta-feira, no templo-central da Assembleia de Deus - Ministério do Belém, a MAIS AD, operadora de telefonia móvel criada especialmente para os membros da maior denominação pentecostal do País.

Dentre tantos pontos altos desta novidade dedicada aos assembleianos, destacam-se planos a custos especiais, aplicativos exclusivos com informações da AD e CGADB, bem como aplicativos dedicados à evangelização.

Há mais de um ano, uma mega estrutura vem sendo montada para que a novidade seja um sucesso; a operadora também vem gerando empregos, cujas vagas são exclusivas para membros da denominação que atendam o perfil comercial exigido pela empresa que administrará a MAIS AD.

No primeiro momento a MAIS AD estará sendo lançada só no estado de SP; nos meses sequentes alcançará as demais regiões do país.

O lançamento faz parte da programação da 69ª Escola Bíblica de Obreiros da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em São Paulo.