AdSense

terça-feira, 31 de maio de 2016

Erguendo-se das trevas

Erguendo-se das trevas

“Não se alegre a minha inimiga com a minha desgraça. Embora eu tenha caído, eu me levantarei. Embora eu esteja morando nas trevas, o Senhor será a minha luz” (Miqueias 7:8). A natureza humana é egoísta, levando-nos a buscar a satisfação de nossos desejos. Deus, porém, nos deu sua Palavra e seu Espírito para ajudar-nos a combater essa natureza pecaminosa. Mesmo

assim, todos caímos em pecado. Nessas ocasiões temos uma escolha: envolver-nos nas trevas da auto piedade ou arrepender-nos e olhar para Jesus: “O Senhor será a minha luz”, escreveu Miqueias. O pecado é um caminho escuro que primeiro nos atrai com promessas de satisfazer os desejos humanos; mas, quando a luz da Palavra brilha sobre ele, todos os laços, as armadilhas e os pântanos são revelados. Lembre-se sempre de que Deus está pronto a perdoar-nos. Foi por isso que ele nos enviou Seu Filho, Jesus, para oferecer-nos a salvação. Irmos até Ele em arrependimento é nossa decisão. Imagine uma pessoa se afogando, quando de repente um braço forte aparece. Evidentemente essa pessoa o agarraria e seria salva. A confissão do pecado e o arrependimento são a mão forte que nos é estendida quando estamos nos afogando nos fracassos; entretanto, muitos preferem rejeitar essa restauração. Talvez não compreendam o perigo que enfrentam, ou quem sabe rejeitem a esperança oferecida por achar que podem salvar a si próprios. Jesus, porém, está sempre pronto para tirar-nos da escuridão. Sempre que se sentir afundar nas trevas, peça ao Senhor que o ajude a confiar nEle como luz em sua vida. Ele vê o que está no escuro e vai iluminar a escuridão. Podemos orar? “Obrigado, Senhor, porque ainda que eu saia do caminho no qual desejas que eu ande, Tu sempre estarás ao meu lado para me levantar e me colocar na rota novamente quando eu me arrepender de meus pecados. Em nome de Jesus, amém!”

Oração

Pai, toma conta de meu temperamento, por favor. É tão difícil para o nosso senso de justiça humano ser insultado sem revidar. A carne pede vingança, ainda que saibamos que temos um juiz, muito mais capacitado do que nós, que julga com precisão. Ensina-nos a descansar nEle e a deixa-lo exercer o juízo como bem lhe aprouver. Tu sabes todas as coisas. Tu conheces o outro lado. Tu sabes o que é melhor e sempre fará o melhor. Por isso, por favor, me dê paciência, controla meus instintos raivosos. Em nome de Jesus, amém!

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Jesus nos dois testamentos

Jesus Cristo Nos Dois Testamentos

Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam
(João 5:39).
JESUS CRISTO NOS DOIS TESTAMENTOS


Não é só o Novo Testamento que fala de Cristo. No Antigo Testamento encontramos muitos indícios que, vistos superficialmente, parecem não se relacionar com Ele; são tipos que apontam para Cristo. Há muitos detalhes na vida de pessoas significativas ou nos símbolos e tipos da ordem religiosa judaica que falam profeticamente dEle.
Se, por exemplo, observarmos a história de José no livro de Gênesis, vemos inequivocamente o Senhor Jesus nela. No livro de Êxodo O vemos como o Cordeiro pascal, cujo sangue afastava o juízo de Deus. Em Levítico, os vários sacrifícios apontam para Ele. Em Números, a serpente de bronze indica que devemos olhar para a cruz com fé para sermos salvos (João 3:14-15). Ele é o "Profeta" de Deuteronômio e o "Comandante do exército do Senhor", no livro de Josué. No livro de Rute, Ele é o único que tem o direito de resgatar.
Muitos salmos falam de Sua humilhação, Seus sofrimentos, Sua morte e Sua glória. O profeta Isaías mostra como Ele vai para a cruz em nosso lugar, enquanto Zacarias escreveu: "E olharão para mim, a quem traspassaram" (cap. 12:10).
No Novo Testamento, os evangelhos O descrevem em diferentes aspectos da Sua glória: Mateus, como o Rei de Israel; Marcos, como fiel servo de Deus; Lucas, como o Filho do Homem e João, como o Filho de Deus, a Palavra eterna. As epístolas expõem os resultados preciosos de Sua obra no Calvário. E, finalmente, o Apocalipse nos leva ao estado eterno, onde tudo será para a Sua glória.

terça-feira, 24 de maio de 2016

Um nome apropriado - Pão Diário


Um nome apropriado

Ela dará à luz um filho e lhe porás o nome de Jesus… —Mateus 1:21

Leitura: Mateus 1:18-25

O nome da nação no sudeste da Ásia, a Indonésia, é formado pela combinação de duas palavras gregas que juntas significam “ilha”. Esse nome é apropriado porque a Indonésia é formada por mais de 17.500 ilhas estendidas ao longo de quase 2 mil quilômetros quadrados. Indonésia — um nome adequado para um nação de ilhas.

Na Bíblia, descobrimos que as pessoas frequentemente recebiam nomes — algumas vezes no nascimento, outras vezes mais tarde — que serviam de manifesto sobre elas ou seu caráter. Barnabé, cujo nome significa “filho do encorajamento”, encorajava continuamente aqueles que encontrava. Jacó, cujo nome significa “aquele que trama”, repetidamente manipulou pessoas e situações para seus próprios fins egoístas.

E ninguém nunca recebeu um nome mais adequado do que Jesus. Quando o anjo do Senhor falou com José sobre o Filho de Maria que em breve nasceria, ele lhe disse: “…lhe porás o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos pecados deles” (Mateus 1:21).

Jesus significa “o Senhor salva” e define tanto quem Jesus é como o motivo da Sua vinda. Ele também foi chamado de Emanuel, que significa “Deus conosco” (1:23). Seu nome revela nossa esperança eterna!

— Bill Crowder

O nome de Jesus está no centro de nossa fé e esperança.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Breve venho Ao.22:20


…Certamente, venho sem demora… —Apocalipse 22:20
Frequentemente, as palavras “EM BREVE!” precedem os eventos futuros nas diversões, nos esportes, ou no lançamento da mais nova tecnologia. O objetivo é criar expectativa e entusiasmo pelo que irá acontecer, ainda que isso só ocorra meses depois.

Ao ler o livro de Apocalipse, fiquei impressionado com o senso de iminência, do tipo “em breve”, que permeia o livro inteiro. Em vez de dizer “Algum dia, no futuro muito distante, Jesus Cristo retornará à terra”, o texto é repleto de frases como “…coisas que em breve devem acontecer…” (1:1) e “…o tempo está próximo” (v.3). No capítulo final, o Senhor diz três vezes: “…venho sem demora…” (Apocalipse 22:7,12,20). Outras versões traduzem essa frase como “venho em breve”, “cedo venho” e “venho logo!”

Como pode ser isso, se dois mil anos se passaram desde que essas palavras foram escritas? “Rapidamente” não parece adequado à nossa experiência de tempo.

Em vez de focar em uma data para o Seu retorno, o Senhor nos incita a fixarmos nossos corações em Sua promessa que será cumprida. Somos chamados a viver para Ele no tempo presente “…aguardando a bendita esperança e a manifestação da glória do nosso grande Deus e Salvador Cristo Jesus” (Tito 2:13).

Viva como se Cristo fosse voltar hoje.

sábado, 21 de maio de 2016

Perseguição ãos cristãos ao redor do mundo


PERSEGUIÇÃO AO REDOR DO MUNDO
Afeganistão(4)
Arábia Saudita(14)
Argélia(37)
Azerbaijão(34)
Bahrein(48)
Bangladesh(35)
Brunei(25)
Butão(38)
Catar(21)
Cazaquistão(42)
China(33)
Colômbia(46)
Comores(39)
Coreia do Norte(1)
Djibuti(28)
Egito(22)
Emirados Árabes Unidos(47)
Eritreia(3)
Etiópia(18)
Iêmen(11)
Índia (17)
Indonésia(43)
Irã(9)
Iraque(2)
Jordânia(27)
Kuwait(41)
Laos(29)
Líbia(10)
Malásia(30)
Maldivas(13)
Mali(44)
México(40)
Mianmar(23)
Níger(49)
Nigéria(12)
Omã(50)
Paquistão(6)
Quênia(16)
República Centro-Africana(26)
Síria(5)
Somália(7)
Sudão(8)
Tajiquistão(31)
Tanzânia(36)
Territórios Palestinos(24)
Tunísia(32)
Turcomenistão(19)
Turquia(45)
Uzbequistão (15)
Vietnã(20)

quinta-feira, 19 de maio de 2016

Quem sabe amar - Sergio Lopes

Sérgio Lopes

Quem Sabe Amar


Eu não posso entender
Que o amor seja apenas discursos
Ou poesias canções que não
mudem a dor de ninguém
Pois quem mais ensinou sobre amor
E por amor a si mesmo entregou
Tudo fez em silêncio

Não entendo pessoas nas ruas sem pão, sem abrigo
Maltratadas, pisadas, feridas
Por quem diz que sabe amar
São as contradições que as palavras humanas
Jamais vão poder explicar
Feridos por causa do amor
Amados querendo ferir

Quem sabe amar é por Deus iluminado
O seu destino é amar e ser amado
Onde estiver no mais alto monte ou no profundo mar
Surgirá alguém que o amará também

Quem sabe amar leva cura ao ferido
Reparte o pão e anima o abatido
E as suas mãos serão nesse mundo
Como as mãos de Deus
Como um anjo bom tudo o que tocar
Receberá amor

Composição: Sérgio Lopes

terça-feira, 17 de maio de 2016

A Videira e os Ramos


Novo texto postado em nosso EC
A Videira e os Ramos, por Paul Washer

Em Oséias 14:8, escute esse versículo: “Que mais tenho eu com os ídolos? Eu o tenho ouvido, e cuidarei dele; eu sou como a faia verde; de mim é achado o teu fruto”. Isto é o que Deus diz a Efraim e é muito importante porque a palavra “Efraim” significa frutífero. Ele os nomeou frutífero, mas o problema era que essa tribo começou a pensar que eles eram a fonte de sua própria frutificação. Então Deus diz: “Não, Eu Sou a fonte de toda a sua frutificação”. Outra coisa que esse texto nos ensina é isto: Nós devemos resistir ao orgulho que pode saltar à frente da frutificação. Sabe, alguns progressos na vida Cristã podem também ser perigosos. Está é a razão do porque Deus não permite algumas vezes que experimentemos todo o progresso que nós esperávamos porque isso tornar-se-ia contra nós em orgulho, porque somos imaturos para carregar tamanho fruto.

Se você e eu estamos sempre alcançando a nossa vida Cristã por meio de nossos próprios esforços, se estamos fazendo isso pelo nosso poder, então o que veremos é um constante estado de inconsistência porque nós somos inconstantes. Nós somos inconstantes, e isso deveria nos encorajar a fazer o quê? A abandonar toda esperança em nós e jogarmos em Cristo, e lançá-la em Cristo, lançá-la em Cristo, para que nós possamos carregar frutos permanentes, frutos permanentes! O fruto dEle que Ele carrega na vida do crente sempre será um reflexo de Sua própria santidade e justiça. “Mas o fruto do espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. Contra estas coisas não há lei” (Gálatas 5:22,23). Você não quer ser assim? Bem, se você deseja ser assim, você deve abandonar toda esperança, toda esperança em você, toda esperança em outros meios. E você deve correr, correr, correr para Jesus Cristo! Corra para Cristo! Todas as outras videiras são inúteis. Todas outras fontes são inúteis.

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Salmos 111.9

REDENÇÃO, CONCERTO E O NOME


Redenção enviou ao seu povo; ordenou o seu concerto para sempre; santo e tremendo é o seu nome.

(Salmo 111.9)

Nesse versículo, há três importantes destaques que nos ajudarão a compreender a vontade de Deus para a nossa vida; portanto, eles devem ser estudados por todos. Assim, ao sentir o Senhor falando, assuma a revelação dada. Os nossos irmãos do passado liam as Escrituras com atenção, por isso entendiam o propósito divino e venciam sempre.

A redenção diz respeito ao ato de Cristo de nos comprar de volta das mãos do inimigo, pagando o preço para nos libertar do império das trevas. Ora, esse resgate – que cobre todas as áreas do nosso viver – já nos foi enviado; então, não teremos desculpas no Juízo, se não nos apropriarmos dele. O preço pago pelo Senhor foi grande, pois gigantesca é a nossa bênção; logo, não a desperdice. Clame por ela!

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Criados pelo mesmo Deus

Pastor diz que igrejas têm de se unir para ajudar os refugiados: `Criados pelo mesmo Deus´
``Não podemos nos envolver apenas em `adoração a Deus´, sem realmente ajudar as pessoas necessitadas ´´, disse o reverendo Dimitris Boukis, presidente da Igreja Evangélica da Grécia

Fonte: Guia-me / com informações do Christian Today | 12/05/2016



As igrejas devem formar uma frente unida em resposta à crise de refugiados, liderando por seu exemplo, em vez de se esconder atrás políticos, segundo o chefe da Igreja Evangélica da Grécia.

"Não podemos nos envolver apenas em 'adoração a Deus', sem realmente ajudar as pessoas necessitadas", disse o reverendo Dimitris Boukis ao site oikoumene.org.

"Cristo faz exatamente a mesma coisa para nós: nós somos os únicos perdidos, mas Ele vem e nos salva".

Como cristãos, o ato de servir aos refugiados não deve ser colocado simplesmente um lugar de piedade, mas sim considerando que "eles precisam ser tratados como iguais", porque eles são "irmãos e irmãs criados pelo mesmo Deus", disse ele.

A igreja, que tem 35 congregações em toda a Grécia continental, tem servido aos refugiados há 20 anos.

Atualmente, a denominação alimenta cerca de 5 mil pessoas, dois dias por semana e traz médicos, roupas e sapatos para o campo de refugiados, em Idomeni.

"As pessoas doam seu seu tempo, seu dinheiro, seu esforço, levam comida e viajam 60, 80, 100 km somente para oferecê estas coisas para as pessoas", disse Boukis.

Proatividade

Ele disse que as igrejas "não devem se esconder atrás dos políticos", em vez "dar o exemplo", como cuidar dos refugiados.

"Há alguns países europeus que não são exatamente acolhedores com os refugiados. A igreja precisa dizer-lhes o quão importante é hospedar essas pessoas. Manter-se em silêncio não é bom. Acho que devemos falar em voz alta sobre a dignidade e igualdade humana, especialmente como cristãos, se cremos que todos os seres humanos foram criados pelo mesmo Deus. Eu acredito que há pessoas que já têm em seu coração, a disposição para ajudar o próximo. Eu acho que as igrejas precisam incentivar isso", destacou.

Boukis disse que é crucial reconhecer refugiados como adições valiosas para a sociedade.

"Eu vejo que alguns deles são artistas muito talentosos, com os quais eu gosto muito de me envolver e ouvir mais. Eu acredito que onde quer que estejam, eles vão enriquecer a sociedade", disse o pastor.

A Grécia sempre teve imigrantes passando por suas fronteiras, mas os números no último ano foram "esmagadores".

Idomeni, por exemplo, já fora uma pequena aldeia: "Talvez algumas centenas de pessoas viviam lá", disse Boukis.

"O campo de refugiados real hospeda 12.000 a 14.000 refugiados. Isso é uma cidade média na Grécia. Isso muda completamente a dinâmica da sociedade".

Ele disse que muitos dos refugiados não são migrantes econômicos. "Eles eram pessoas que amavam o seu país e que não querem deixá-lo. Eles tinham bons empregos. Alguns deles tinham empresas, alguns eram professores, outros eram músicos. Você vê entre eles, pessoas que falam muitas línguas, que são educados também. Então, para eles, deixar seus países não era algo que eles queriam ou visavam como um futuro melhor financeiramente. Eles tiveram que vir, eles não têm qualquer outra oportunidade na vida".

Servir aos refugiados, segundo ele, foi em última análise, uma expressão do amor de Deus. "Se nós amamos os outros como a nós mesmos, especialmente consideramos que 'os outros' são pessoas cuja língua e cultura não conhecemos. Mas em seus rostos vemos irmãos e irmãs, criados pelo mesmo Deus".

quarta-feira, 11 de maio de 2016

Provérbios 11:5





A justiça do íntegro endireita o seu caminho, mas pela sua impiedade cai o perverso.




A vida é um campo minado - com ferimentos mutilantes ou morte certa apenas a um ou dois passos de distância. Muitos passam correndo pela vida sem nenhum cuidado, disciplina ou restrição. Eles perseguem sofregamente suas ambições pecaminosas, e caem de cabeça numa vida de disfunções, destruição e morte. Mas os perfeitos, aqueles que temem e obedecem a Deus, são guiados com segurança através da vida para a vida eterna em razão de suas escolhas sábias e acertadas ao longo dos pontos de decisão na vida.


Iniciando a vida como bebês indefesos, os homens deveriam implorar por direcionamento. Eles deveriam reconhecer que encher as suas mentes vazias com idéias tiradas de outros que também começaram com mentes vazias é uma fórmula certa para o desastre. Os homens buscam a tolice e a rebelião, e encontram dor e dificuldades. Sem nenhuma consideração para com Deus ou para com os homens, eles avançam na ganância por prazer e dominância, mas terminam caindo pela sua própria tolice.


Quem é perfeito? O homem que teme a Deus e guarda os Seus mandamentos! Mesmo que ele faça isso imperfeitamente, o Senhor perdoa os seus pecados e o considera perfeito (Gn 6:9; Jó 1:1; Fp 3:15). Esse homem tem uma restrição de direcionamento em sua vida de pensamentos justos, que o guarda da autodestruição do Deus rejeitador de tolos à sua volta. Sua vida melhora cada vez mais a cada dia, muito parecido com o sol ascendente ou uma lua cheia (Pv 4:18).


De que forma o homem perfeito aprende a justiça? Ele começa com o temor do Senhor e a isto ele acrescenta a sábia instrução da Bíblia e dos piedosos conselheiros. O temor do Senhor é sabedoria e luz para a vida (Pv 1:7). A Bíblia é um manual para uma vida sábia e reta (Pv 22:17-21; Sl 19:7-11; 119:105). Conselheiros são pastores e amigos piedosos que também temem ao Senhor (Pv 27:9; Jr 3:15; ISm 23:16).


Os ímpios amam as idéias pecaminosas do mundo sobre como viver, que lhes foi repassado por outros tolos e pelo seu coração depravado (Pv 12:15; 14:12; 16:25; 21:2). Eles vagueiam na escuridão e caem em armadilhas (Pv 4:19; 13:15; 15:19; 22:5). Esta abordagem ignorante e rebelde à vida os leva a cair sob a justiça de Deus e as consequências do pecado. Considere a dependência de drogas, rebaixamento na carreira profissional, depressão, doenças, divórcio, embriaguez e morte - para começar, estes são apenas algumas considerações! Eles não aprendem de uma geração para outra, à medida que perpetuam e aumentam as suas tolices.


O homem justo casa com uma mulher virtuosa que teme ao Senhor, e ele vive uma vida marital tranquila. O homem ímpio casa com uma mulher desagradável ou adúltera, e ele vive uma vida marital infernal ou se divorcia com tormento e dificuldades perseguindo-o durante toda a sua vida. O homem perfeito está num bom caminho, e o homem mau cai pelas suas próprias iniquidades. Ele escolheu a sua mulher pelas aparências e sedução, e pagou um preço terrível no seu caminho para a sepultura.


Até onde leva a retidão do homem perfeito? Pelo caminho todo em direção ao céu! Nenhum homem entra no céu calçado com a sua própria justiça, mas todo homem reto sabe que o céu é o seu destino (Is 64:6; IITm 4:7-8; Tt 3:5; Hb 11:4). A porta estreita e o caminho apertado que promete uma vida agora e no além é a estrada da retidão, apesar de serem poucos os que a encontram, pois a maioria dos homens se movimenta juntos em direção à destruição (Mt 7:13-14).

segunda-feira, 9 de maio de 2016

Do Estandarte de Cristo

Jesus Cristo: nossa Sabedoria, Justiça, Santificação e Redenção, por Anne Dutton
[Cartas de Anne Dutton Sobre Temas Espirituais • Lie Down]

Meu querido irmão em Cristo, a nossa Vida, o nosso Amor, o nosso Tudo.


Você deseja algumas palavras minhas. O que devo escrever? Parece-me que você quer ouvir de seu Amado; e se o Seu Espírito, enviado do Pai e do Filho, Se agrada a tomar das coisas de Cristo e mostrá-las a você por tão fraca, tão indigna verme, será para nossa alegria mútua, e o Senhor terá toda a glória. É graça sem medida, meu querido irmão, livre, rica, superabundante graça, que lhe deu um relacionamento salvífico com Cristo em amor, nesse amor infinito que está em Seu coração para com pobres pecadores perdidos que são capacitados a olhar para Ele para toda a salvação.