AdSense

domingo, 25 de dezembro de 2016

Natal : Deus conosco

Natal: Deus conosco

Apresença de Deus no Mundo

O nome Emanuel

Jesus , O Deus Onipotente

Jesus, O Deus onipresente

Jesus, o Deus onisciente

É Natal, Deus conosco

“Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta, que diz: Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, e chamá-lo-ão pelo nome de EMANUEL, que traduzido é: Deus conosco.”Mateus 1:22-23


Natal é uma palavra usada referindo-se a nascimento, com o tempo quando é mencionada, se associa ao nascimento do Senhor Jesus, portanto uma data comemorada universalmente de diversas formas pelos cristãos. Seu valor histórico influenciou de tal modo o mundo, que marcou uma fase nova na relação do homem com Deus nos dois últimos milênios, tornando propício da parte de Deus o processo e oportunidade de salvação oferecida a todos os homens.

O texto do evangelho de Mateus, capitulo primeiro, versos vinte e dois e vinte e três que acabamos de ler, se refere ao nascimento de Jesus como uma prova do desejo de Deus de manifestar Sua presença no mundo.

Portanto, o Natal fala do nascimento de Jesus, e o seu verdadeiro significado está relacionado com “Deus conosco” na pessoa de seu amado filho, o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Dentre os grandes eventos narrados nas Escrituras com ênfase pelos profetas do Velho testamento relativos ao cristianismo podemos apontar, no Novo Testamento, dois destaques pontuais no projeto de Deus para a salvação do homem: o primeiro diz respeito ao nascimento do Senhor Jesus. O Segundo envolve um projeto relacionado com o arrebatamento da igreja.


1. A PRESENÇA DE DEUS NO MUNDO

A Bíblia fala das muitas manifestações da presença de Deus no mundo desde a criação de todas as coisas em que Ele, como O Criador, apresentou-se dentro dos atributos do Deus Onipotente, Deus Onipresente e Deus Onisciente.

Onipotente, porque é o único que possui todo o poder;

Onipresente, porque é o único que está presente ao mesmo tempo em todo o lugar;

Onisciente, porque conhece todas as coisas.






2, O NOME EMANUEL, QUE SIGNIFICA: “DEUS CONOSCO”.

No texto que lemos em Mateus 1:22-23, a Bíblia fala agora do nascimento do Senhor Jesus como um momento no projeto de Deus que Lhe aprouve manifestar ao mundo todos os Seus atributos concentrados em uma só pessoa, que é a pessoa bendita do Seu Amado Filho, o nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. Jesus é o “verbo de Deus que se fez carne e habitou entre nós”. (João 1:14).





3. O CUMPRIMENTO DA PROFECIA

“Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que foi dito da parte do Senhor pelo profeta,”.

Os profetas eram homens que transmitiam a vontade Deus ao povo. Cumpriu-se no nascimento de Jesus a profecia de Isaías 7:14 que traduzia a vontade Deus de manifestar-se ao mundo dentro de um plano de salvação para o homem. Aprouve a Deus fazer isso executando o projeto eterno de salvação para o homem através do Seu Amado Filho. Jesus viria a este mundo e seria concebido, por obra e graça do Espirito Santo, por uma virgem de Nazaré da Galiléia e trazido à luz do dia para ser chamado de “Deus Conosco”.

Coube ao profeta Isaías o glorioso anúncio do nascimento de Jesus na condição de uma manifestação da vontade Deus, no sentido de que a presença de Deus no mundo fosse colocada a disposição do homem e ele pudesse se apropriar dos atributos de um Deus fisicamente presente no mundo para estar ao seu lado.



4.1 – JESUS, O DEUS ONIPOTENTE.

A manifestação da onipotência de Deus se dá através da pessoa do Senhor Jesus. Jesus é o centro de todo o projeto em que Deus se relaciona com o homem.

João 1:3 – “Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez”.

Hebreus 1:3 – “(…) e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, (…);”



Jesus estava presente na criação como parte da Trindade.

João 1:1 – “No princípio, era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus”.

João 1:2 – “Ele estava no princípio com Deus”.



Jesus se revela à igreja como o Todo Poderoso: reeditando nEle o projeto do Pai.

Mateus 28:18 – “E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra;”.

Toda a obra criadora foi feita foi em função de Jesus.

João 1:3 – “Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez”. Rom 11:36 – “Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém”.

Não há limites na operação do seu poder. Ele é poderoso em tudo.

Mateus 20:32 – “E Jesus, parando, chamou-os e disse: Que quereis que vos faça?”

O poder de fazer o mar aquietar-se.

Marcos 4:39 – “E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e houve grande bonança”.

O poder de trazer Lázaro para fora da sepultura:

João 11:43 - “E, tendo dito isso, clamou com grande voz: Lázaro, vem para fora”.


4.2 – JESUS, O DEUS ONIPRESENTE.

O aspecto da onipresença de Deus é muito importante no processo da salvação, porque a salvação está relacionada com a presença de Deus na vida do homem, para caminhar com ele. Isso a Bíblia chama de Emmanuel, que significa “Deus conosco”. Ele é o Deus que se coloca junto com o homem na pessoa de Jesus e, ao fazer isso ele se revela em todos os seus atributos na obra criadora e da obra redentora. Ai está a grande maravilha do poder de Deus.



Como onipresente Deus transcende em todos os espaços da Terra. Ele não está sujeito às limitações e sua presença está em harmonia com todas as coisas. O que é transcender? É aquilo que está além do nosso nível de conhecimento. O conhecimento de Deus está muito além no nosso nível de conhecimento.



Salmo 139:7 – “Para onde me irei do teu Espírito ou para onde fugirei da tua face?”

Salmo 139:10 – “até ali a tua mão me guiará e a tua destra me susterá”.



Jesus veio ao mundo para marcar a presença de Deus no lugar mais impenetrável da vida do homem que é o seu coração. Ele fez isso curando os enfermos, abrindo os olhos aos cegos, fazendo andar os paralíticos, ressuscitando os mortos e multiplicando os pães para saciar a multidão.

O nome Emmanuel dado a Jesus era a marca visível do Deus presente para salvar e curar a alma do homem libertando-a das garras do pecado. É o nome do Deus presente na Terra que veio para passar por todas as amarguras que o homem passa neste mundo e dar-lhe vitórias sobre todas elas.

Como o Deus onipresente Jesus se propõe a ocupar todo o espaço do coração do homem fazendo nele morada ao dizer: “(…) Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada”. – João 14:23



4.3 – JESUS, O DEUS ONISCIENTE.

A onisciência está relacionada ao conhecimento que Deus tem de todas as coisas. Ele sabe de tudo o que acontece e nada escapa de seu conhecimento.

Provérbios 15:3 – “Os olhos do SENHOR estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons”.

Salmo 139:1-2 – “SENHOR, tu me sondaste e me conheces”. “Tu conheces o meu assentar e o meu levantar; de longe entendes o meu pensamento”.

Jesus veio ao mundo para ser o único que conhece o coração do homem e suas mais íntimas necessidades.

Ele conheceu a dor da viúva de Naim quando a viu chorando pela morte de seu filho. (Lucas 7:12-13)

Conheceu o motivo da angustia da mulher samaritana que lutava com um problema dentro do seu lar e alcançou-a com a sua salvação. (João 4:16-18)

Com o seu olhar compassivo olhou para Pedro no pátio do palácio naquela hora da noite e avaliou a sua dor através do choro amargo de seu arrependimento. (Lucas 22:61-62)

Sentiu a dor do pranto dos que estavam diante do túmulo de Lázaro, expressando essa dor com lágrimas nos seus olhos. (João 11:35).

Conheceu que dele saiu virtude quando a mulher do fluxo de sangue tocara na orla de suas vestes. (Lucas 8:46)

Deus conosco é ter no coração a presença deste Jesus que conhece todas as nossas necessidades, pois ele está conosco todos os dias até a consumação dos séculos. É ter um Deus conosco.



CONCLUSÃO – EMANUEL: DEUS ESTÁ CONOSCO!

O Natal, portanto representa para nós muito mais que um grande acontecimento histórico, é a certeza de que com a vinda de Jesus a este mundo, ao cumprir a profecia do profeta Isaías, o Deus onipotente, onipresente e onisciente passou agora a habitar com os homens na pessoa de seu bendito Filho, nosso amado Senhor Jesus Cristo.

O Natal nos traz à memória o fato de que a profecia continua se cumprindo à medida que nos apropriamos desses gloriosos atributos de Deus na pessoa do Senhor Jesus, recebendo-o nos nossos corações como o suficiente salvador das nossas

almas. O Seu poder em nós, a sua presença em nosso meio e o seu conhecimento das nossas necessidades nos provam o seu grande amor para conosco, na pessoa de Jesus a quem podemos chamar de Emanuel, Deus conosco.

posted from Bloggeroid