AdSense

terça-feira, 2 de junho de 2015

Contra a violência sexual de crianças - Meire Furtado

CONTRA A VIOLÊNCIA SEXUAL DE CRIANÇAS

02/06/2015
Por Meire Furtado

A realidade é realmente muito triste. Entre 250 e 500 mil crianças e adolescentes sofrem com o abuso, violência e exploração sexual no Brasil, de acordo com a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância). Percebendo o aumento progressivo desse tipo de violência, a Associação Missão Restaurando Vidas (AMRV), elaborou, em 2010, o projeto Menina abusada. A proposta inovadora na região de Sapé, na Paraíba, visa conscientizar a população sobre a violência sexual infanto-juvenil e combater esse tipo de crime. O projeto, que recebe o apoio da Avec, é direcionado aos profissionais das áreas de educação, saúde e assistência social, com objetivo de sensibilizá-los e capacitá-los a detectar o problema, a abordar as vítimas, notificar oficialmente os casos e encaminhá-los para a justiça.

O diferencial desse projeto é a formação dos profissionais que atuam diretamente com crianças e adolescentes, com foco em educação, saúde e assistência social, e a mobilização popular através da apresentação da pela Menina abusada, apresentada nas escolas e nas ruas das cidades alcançadas pelo projeto. “A ideia é sensibilizar a sociedade e mostrar a grave situação das crianças e adolescentes envolvidas na exploração sexual”, informa Maricélia Ferreira, coordenadora da Associação Missão Restaurando Vidas, acrescentando que a intenção é incentivar a participação da comunidade no combate à prática, estimulando as denúncias por meio do Disque 100.

Inicialmente, o projeto foi implantado em dez escolas da capital paraibana, sendo cinco municipais e cinco estaduais, indicadas pelos Conselhos Tutelares das cinco regiões de João Pessoa, seguindo o critério da incidência de casos registrados.

Realizado, atualmente, em 16 municípios paraibanos, o projeto já ofereceu capacitação para mais de 10 mil profissionais da área da educação, 4 mil da área da saúde e 2 mil assistentes sociais. Mais de 15 mil pessoas já assistiram a peça Menina Abusada.

Os resultados positivos geram repercussão e despertam interesse dos educadores e autoridades. Segundo Maricélia, “72% das escolas inseriram o Menina Abusada em seu programa pedagógico, 28% estudam a adesão ao projeto, e oito prefeituras desejam implantá-lo, assumindo, inclusive, as despesas para a sua realização”.

Um estudo realizado pela Missão Restaurando Vidas mostra que a violência sexual na Paraíba está muito ligada aos fatores culturais, sociais e econômicos. Por isso, em todas as escolas, públicas ou particulares, a receptividade ao projeto foi excelente. “A escola é o lugar ideal para detectar e intervir em casos de violações de direitos da criança e do adolescente, uma vez que o principal agressor geralmente encontra-se na família”, revela Maricélia.

Apoio da Avec

A Missão Restaurando Vidas enfrentou grandes dificuldades para manter-se e, por muitas vezes, Maricélia precisou assumir pessoalmente despesas como aluguel, taxas de consumo de água, energia e até mesmo alimentação. “Quando não tinha condições, pedia ajuda a alguns amigos, só que os compromissos e responsabilidades eram tão grandes que quase desisti”, admite a coordenadora.

Em 2010, Maricélia orava pedindo por socorro e, ao assistir ao programa Vitória em Cristo, com o pastor Silas Malafaia, Deus tocou seu coração para buscar ajuda na Avec.

Ela entrou em contato com Associação, por meio de seu site, e, para sua surpresa, em apenas dois dias recebeu uma ligação do pastor Silas Filho, vice-presidente da Avec, que acreditou no trabalho da Missão. “Em poucas palavras falei sobre o trabalho e do meu desespero. Estava sem fé, mas ouvi a voz de Deus. O apoio da Avec nos dá a certeza de que, apesar das dificuldades, conseguimos resultados surpreendentes!”

Outro projeto de destaque, realizado pela , é o Pão para todos, que doa alimentos semanalmente, beneficiando mais de 35 mil pessoas nos municípios de Sapé, Sobrado, Riachão do Poço, Salgado de São Fidelix e Dona Inês. Ao longo dos anos, a Missão Restaurando Vidas beneficiou mais de 600 crianças, entre 6 e 12 anos, com as atividades pedagógicas.

Livraria Rei dos Reis e Senhor 11 2484-4496